CADA UM TEM A PATRÍCIA QUE MERECE!

CADA UM TEM A PATRÍCIA QUE MERECE!

Você está na categoria:

DEPRIMIDA EM HAWAII (#SóQueNão)

7 de junho de 2015

ENGLISH… Agora é minha vez !!!

Oi, gente !!!

Acordei bem cedo pra fazer post. Muita coisa há de rolar hoje, então, confiei no ditado de que “Deus ajuda a quem cedo madruga”. E está ajudando mesxxxxxxmo.

Nos últimos dias entrei “na cachaça” de querer falar inglês de qualquer forma. Alguém me disse “Um dia você vai ouvir um CLICK e estará falando”. Estou esperando esse CLICK até hoje. Mas ok. Sigamos. Na “cachaça doida”, estudei muito, todos os dias… Resolvi até fazer aula privada, com um professor particular. Eu quero falar bem, com segurança, com concordância. É difícil. Engraçado que sempre achei que para aprender inglês fosse necessário apenas dedicação. Mas não é. Acho que é preciso também uma dose de atenção. Atenção a fala, ao ouvido, ao entendimento… E o melhor: Um carinho pela língua. Sou ruim de ouvido, viu? Uma vez ouvi de um professor que nós temos muitos sabotadores. Tipo dificuldade em algumas coisas. “Espíritos” que sabotam nossos sentidos. Uns não sabem ver, outros não saber falar, ouvir… O meu é ouvir. Muitas vezes, eu ouço uma indicação, mas repito o mesmo erro milhares de vezes. Se eu não relaxo e fico atenta a esse sentido, não consigo avançar. Era assim na Faculdade, é assim na minha vida e, é claro, tem sido assim no meu aprendizado com o inglês. Eu não ouço direito como a palavra é realmente falada e isso se reflete em minha pronúncia. Saída? Ouvir! Mas como ouvir se eu não ouço? Eu ouço, mas não ouço. Entende? Quando eu volto minha atenção realmente para o que eu tenho que ouvir, eu ouço. E esse tem sido o meu desafio: OUVIR de verdade.

Na pratica, tenho assistido filmes e séries em inglês e com legenda em inglês. Depois, tento tirar a legenda e tento ouvir o som, as palavras e as entonações de verdade. Fácil não é mesxxxxxxmo. Porque, além de tudo que vem no pacote de dificuldade, tenho preguiça de assistir duas vezes em menos de 24 quatro horas o mesmo bagulho.

Outra coisa que tenho feito é conversar com pessoas de outras línguas. Conheço poucos brasileiros aqui, não faço como muitos estudantes brasileiros em outros países que correm de seus “patrícios” para não terem que falar em português. Eu tenho colegas brasileiros, sim, inclusive, em minha sala. Amo encontrá-los, falo todos os dias, mas procuro também encontrar os outros, os estrangeiros, conversar, trocar ideias, ouvir os sotaques, os acentos, sair, marcar encontros… Eu também não sento todos os dias no mesmo lugar. Troco sempre.

Toda semana eu e meus colegas nos encontramos no Doraku, um restaurante japonês bala que tem aqui. O gerente já nos conhece tanto, que volta e meia nos dar algo de cortesia. A gente passa a noite toda bebendo sakê, comendo sushi e fofocando. Tudo em inglês. Tem japonês, suíço, coreano… Falando inglês. Uma vez por semana, nosso encontro é certo. O nome é “Sushi Time” ou “Sushi Sakê Party”. Saímos bêbados, felizes e quase professores de inglês. kkkk Não mesmo. Porque, ô coisa que melhora inglês é essa danada da “cachaça”. kkk

Tem também Max, um colega suíço que volta e meia faz pão pra gente. Semana passada marcamos em minha casa e foi uma farra !!! É o “Max’s Bread Party”.  ADOOOOORO !!!

"Sushi Sakê Party"

“Sushi Sakê Party”

Minha galera aproveitando o pão de Max em minha casa !!! Crédito da montagem: Aymi Kanemoto

Minha galera aproveitando o pão de Max em minha casa !!! Crédito da montagem: Aymi Kanemoto

Essa semana, mudei de nível. Eu era B1, agora sou B1 PLUS. Isso significa momento tenso. kkkk Mudei porque estava odiando meu novo professor do B1 e, como já tinha estudando algumas assuntos, resolvi tentar. Quando você acha que pode, tem que experimentar. Optei por passar dificuldade no novo nível sendo feliz, do que continuar no mesmo nível tendo que aguentar hoooooooooras um professor chato. Inclusive, até agradeço a ele. Porque isso não deixou de ser um incentivo. Gente, em Janeiro eu era A2, o nível mais baixo do curso, agora já sou intermediário. É claro que, para mim, o mais importante é falar. Eu ainda não entendo muitas falar (coisas do sabotador que falei há pouco), mas continuo tentando, STEP BY STEP.

A galera !!! B1 e B1 PLUS

A galera !!! B1 e B1 PLUS

E pra fechar o pacote, na quarta-feira, talvez por conta da TPM, rolou uma crise. Não queria voltar ao curso, estava me achando péssima no inglês… Chorei muito !!! Quis parar. Mas como Deus é massa, “meu amor recíproco e saudável” me incentivou, disse aquelas coisas bonitas que a gente DEVE ouvir quando está com a auto estima no pé. Então me piquei pro curso e, na sexta-feira, fui eleita a aluna do mês. Tipo… ganhei uma semana de curso de graça, um cartão de 15 dólares da Starbucs e um tapa no meu ego. É claro que foi uma surpresa. Eu não falo inglês. Ainda. Misturo verbos, concordâncias… Estou caminhando. Meu inglês é para bebês. Mas, segundo eles, além de dedicada, com bom score, sou disciplinada. Falo inglês o tempo todo na escola, converso com todo mundo… Coisa de brasileiro, né? Adoro “me amostrar”. Então, falo mesmo. Muitas vezes, tenho consciência de que esquartejo a língua, de que falo que nem gringo no Brasil, lenta e engraçada. Mas falo, falo, falo muito. Meio que penso: Está com tempo? Senta aí e me ouça !!! E falo até cansar. kkk

Estou feliz !!! B1 PLUS, Melhor aluna do mês… Só falta falar inglês. kkkk  Dando na cara do meu sabotador !!! Quem é ele? Porque eu sou filha de Roxinha e Wilson, neta de Hilda e cada vez mais brasileira.

Agora ali. Me dei um presente. Logo, logo saberão.

Com os diretores do IIE, sendo eleita a melhor do mês !!! Agora só falar falar inglês... kkkk

Com os diretores do IIE, sendo eleita a melhor do mês !!! Agora só falar falar inglês… kkkk

 

 

Categoria(s):
COMPARTILHE:
3 de junho de 2015

Eu sou atriz e me amostro mesxxxmo !!!

Quase seis meses em Hawaii e ando com saudades de muitas coisas no Brasil. Uma delas é de ser ATRIZ. Mas não estou mal, é saudade boa, saudade que a lembrança traz alegria e sensação gostosa !!!

amostrando

 

Juntei algumas imagens e fiz um vídeo para suprir essa saudade. Entrei no inferno astral, sou canceriana… #SOUDESSAS

Não esqueçam de curtir o vídeo, se inscrever no canal, compartilhar o vídeo e comentar !!!

Espero que vocês gostem !!!

Um beijo e até mais !!!

 

 

Categoria(s):
COMPARTILHE:
27 de maio de 2015

Mudanças, ENGLISH, sushi, sake e new friends !!!

Hoje foi dia de mudança no curso de inglês. Eu não contei, mas era para eu ter encerrado o curso há algumas semanas, por conta do preço alto. O Hawaii é muito caro! Estudar inglês aqui… ui, ui, ui. Tinha decidido estudar em casa, com o Rosetta Stone. Mas ponderei sobre a possibilidade de me sentir sozinha, além de não poder praticar com outras pessoas. Isso sem falar que não tenho cacife para essa disciplina. Quem “diz que” que conseguiria estudar sozinha? O momento é agora !!! I NEED TO SPEAK ENGLISH NOW!!! Além disso, amo minha turma, minha professora… O curso é massa !!!

Toda semana é uma festa !!!

Toda semana é uma festa !!!

Aí resolvi continuar no curso. Fiquei feliz com a recepção!!! Me despedi de meus colegas na sexta e na terça, quando voltei, eles fizeram a maior festa ao me ver. Isso para a brasileirinha saudosa do calor de sua terra foi bom demais !!! Minha turma é incrível !!! Tem muitos suíços, muitos japoneses, um koreano, um árabe e um brasileiro. Tinha mais, mas a cada semana a gente se despede de um. É triste, mas é a lei da vida nesse curso. Cada semana alguns vão e outros chegam. Eu vou ficando, até quando meu inglês chegar no topo e eu poder me amostrar com mais vontade.

As despedidas !!! As pessoas com os colares vão embora !!!

As despedidas !!! As pessoas com os colares vão embora !!!

Nós temos duas aulas por dia. A primeira, é mais teórica e a segunda mais prática. Thomas, o da primeira, é o metido a bad boy. Surfista, boa pessoa e um bom professor. A sensação é de que gostaria mais de estar surfando ao invés de ensinando. Ele já morou em Santa Catarina e fala português direitinho. Isso quando eu posso extrair alguma coisa dele. No curso é proibido falar outra língua que não seja o inglês. Niki, a segunda, é a melhor professora do curso, sem dúvida. Não passei por muitos professores, mas eu super acho isso. Os outros alunos também. Nas aulas, a gente conversa sobre nossa vida, fica sabendo da vida de “quelé”… fala sobre o mundo, geografia, fala, fala, fala… Até a língua doer. Às vezes,  também nos juntamos e vamos juntos ao Happy Hour de um restaurante japonês, perto do curso, onde bebemos sakê e comemos sushi. Imagine, iguarias japonesas com japoneses é tuuuuuuuuuuuudo de bom !!!

Sakê, sushi e gossip time

Sakê, sushi e gossip time

Para nossa surpresa, hoje, separaram a gente. Oito de um lado e oito de outro. É que essa semana tem mais gente no B1 (meu nível é o intermediário). Isso significa que seria impossível 16 pessoas numa turma só para quem quer realmente aprender inglês. Outra parte chata foi que mudaram a professora. Ohhhhhhhhhhh não !!! Essa parte é imperdoável !!! Agora é um cara que se acha engraçado, mas não é. Pode ser até bonzinho como professor, mas de piada ele é péssimo. Eu ri algumas vezes, mas por conta de tão sem graça era a dita. Mas ok. Preciso ser mais generosa com o rapaz e aceitar as mudanças. Que sejam para o nosso bem. A turma e a professora podem se juntar nos dias de “Sake time” e está tudo certo.

Niki... The best teacher !!!

Niki… The best teacher !!!

Em relação ao meu inglês, estou há quase cinco meses estudando pesado e ainda estou capenga. Mas, pelo menos, estou mais corajosa. Me jogo mais, conheço algumas frases, palavras, meu vocabulário melhorou… O problema é a pronúncia. Sou baiana, meu acento é fortíssimo. Nenhum problema. Tenho tempo para aprender outras coisas, sem precisar desmerecer o que é meu.

Acho top aprender outra língua no local em que a língua está nas ruas, em todo lugar. Deveria ter feito isso há mais tempo, quando minha cabeça estava mais fresca e receptiva. Agora é luta, luta e mais luta. Mas quem “diz que” viver seria fácil, né?

Simbora !!! Let’s go, Daniela !!!

Categoria(s):
COMPARTILHE:
19 de maio de 2015

HAWAII COM ACARAJÉ : Dançando Hula !!!

Gente, gente, gente…

Estou viciada em Hula. Sabe cachaça? Estou assim. Num vício só. Tenho aula uma vez por semana, como uma das atividades do curso de inglês. Mas, de vez em quando, vejo as apresentações que alguns grupos fazem para os turistas. Acho muito lindo!

Semana passada também me despedi de uma amiga, querida, que voltou para o Japão. Ela sempre me acompanhava nessas aulas. Mas, ok. Ela está bem. Marina é massa! I miss you, Marina!

Não esqueçam de CURTIR, COMPARTILHAR, COMENTAR o vídeo e ASSINAR o canal !!!

Beijo.

Categoria(s):
COMPARTILHE:
12 de maio de 2015

7 coisas sobre Hawaii

São quase 5 meses de Hawaii !!! Uhuhuhu Como o tempo passa rápido !!! Dia desses me perguntaram se já chorei de saudades. Naaaaaaaaada, menino. Nem uma lágrima !!! Sinto saudade de algumas coisas, sim. É claro. De algumas comidas, do Porto da Barra, de alguns amigos, da minha família, de algumas pessoas… Do meu Brasil breado e amado. Mas nada desesperador. O que me machuca ainda é saudade da minha preta-mãe. Mas dessa falta vou ter que me acostumar mesmo. No mais, já me sinto aqui.  #SouDessas

Por isso, resolvi listar coisas que vou anotando e descobrindo nos passeios e nas pesquisas. Vamos desbravar esse paraíso com a de cá? Vou citar agora 7 COISAS SOBRE HAWAII. Mas com certeza, mais pra frente teremos mais. Esse é só o início das descobertas !!!

Vamos por tópicos !!!

1) O ESTADO DE HAWAII é um arquipélago no meio do Oceano pacífico formado por 132 ilhas. Dessas, só 8 são habitadas. Essas ilhas foram formadas pelo contato das lavas do vulcão com o oceano. São elas: OAHU, a mais visitada, onde fica a capital Honolulu e onde eu moro; KAUAI, também bem conhecida.”Diz que” é a ilha do amor. Mas também é aonde há o maior incidente e acidentes com tubarões; MAUI; HAWAII (BIG ISLAND); a maior, MOLOKAI, NIIHAU, LANAI, KAHOOLAWE.

PicMonkey CollageIlha

2) OS POLINÉSIOS foram os primeiros a povoar HAWAII e, por conta disso, era governado pelos chefes da POLINÉSIA. Aí veio o Rei Kamehameha I, centralizou o governo e instalou a monarquia. Muitos anos depois, o arquipélago tornou-se república, até ser invadido pelos Estados Unidos e tornar-se território americano. A partir daí vários imigrantes europeus e asiáticos fizeram a festa, tornando HAWAII um lugar multicultural.

Assim que cheguei, notei que tinha muitas pessoas com características asiáticas. Atualmente, existem poucas pessoas puramente havaianas. A maioria é descendente de KOREANOS, CHINESES, EUROPEUS e JAPONESES. Inclusive, do Japão pra cá são apenas 9 horas. Isso significa que, para eles, é vacilou #PARTIUHAWAII. Com isso, há um investimento pesado no turismo japonês. Se no Brasil alguns lugares usam as línguas inglesa e espanhola, além da portuguesa, para chamar a atenção dos turistas, aqui, em todo lugar, em todo restaurante, fast food (incluisve Mac Donald’s), foca-se principalmente, no público japonês. Sushi aqui é pão cacetinho (pão francês), tem até na farmácia.

3) O CLIMA é tropical, parecido com o de alguns Estados do Brasil; A ECONOMIA é basicamente o turismo e para se ter acesso aos outros Estados americanos só através de avião. Esse é, inclusive, além da balsa, também o meio de TRANSPORTE entre as ilhas. Para transportar cargas, a forma é a mais ultrapassada possível. Tudo de navio e (tá com teeempo?) demora dias. E para você que reclama que em sua cidade não tem metrô, aqui também não tem. O melhor aqui é cada um ter seu carro. Honolulu é considerada por isso uma das cidades mais difíceis de trânsito de todo os Estados Unidos. Muitos dizem que é a cidade mais engarrafada. Eu não acredito. Em alguns momentos é difícil, sim, mas nada desesperador. Eu acho. Quem fala isso não conhece as grandes metrópoles do Brasil. Honolulu está mais para Salvador do que para New York.

4) DENTRE OS HAVAIANOS FAMOSOS, destaco DUKE KAHANAMOKO, que é um dos idealizadores do surf, tornando o HAWAII conhecido como o Estado do surf e responsável por tornar o esporte conhecido mundialmente como é hoje. Após sua morte, ele virou nome de rua, de restaurante (que tem HULA PIE, a melhor sobremesa daqui), de lagoa, de praça e de estátua. Criatividade zero, né?

DUKE KAHANAMOKO

DUKE KAHANAMOKO

BRUNO MARS, que é cantor, compositor, produtor musical e instrumentista, conhecido mundialmente dentro dos estilos pop, soul e hip hop; JACK JOHNSON, que, além de sufista, é cantor e compositor de folk rock, soft rock e rock alternativo, JOHN JOHN FLORENCE, que é um dos melhores surfistas da atualidade, disputando ondas com KELLY SLATER, GABRIEL MEDINA, FELIPE TOLEDO, ANDRIANO DE SOUZA, dentre outros; e BARACK OBAMA, que nada mais é do que o único presidente da República dos Estados Unidos havaiano.

ELVIS PRESLEY não era havaiano, mas tinha uma casa (um castelo, né?), além de ter gravado  um show histórico e vários filmes aqui !!!

PicMonkey Collagefamous

OBAMA !!!

OBAMA !!!

5) HIBISCO (LOKAHI) E ALOHA SHIRT fazem parte da tradição do HAWAII. HIBISCO é a flor típica daqui. Cada espécie tem um significado diferente e é um símbolo que honra os ancestrais e o amor à terra. O colar dessa flor é chamado de LEI. Quem receber de alguém significa afeição e respeito. Para mantê-lo vivo por alguns dias, é preciso guardá-lo na geladeira.

Mas você pode comprar enfeites de cabelos e colares de plásticos em quase todas as lojas de souvenis, se quiser levar pra casa.

Sabe quando a gente encontra na rua uma pessoa “tipicamente” turista vestida com a camisa florida? Pois bem. Aqui em Hawaii isso é tendência. Todo mundo usa, todo mundo compra, todo mundo quer. São as famosas ALOHA SHIRTS camisas com cores vibrantes e muitas estampas, em sua maioria, flores (hibiscos).

Acredito que é muito por isso que alguns pensam que vão encontrar o mesmo no Brasil e já chegam no aeroporto à caráter. Ô derrota !!! kkk

PicMonkey Collageshirt

ALOHA SHIRT e ELVIS com um LEI de Hibisco no pescoço !!!

6) As BALEIAS podem ser vistas de perto nas praias de HAWAII  de Julho à Novembro, quando promovem, em bando, shows espontâneos de exibição. Já as TARTARUGAS  podem ser vistas com mais frequência em qualquer época. Existe, inclusive, uma praia em North Shore que é chamada a praia das tartarugas. Inclusive, o nome é Turtle Beach.

Eu vi baleias. Foi beeeeeeeeeeem de longe, mas eu vi. Emoção pura !!! Veja esse momento comigo no vídeo abaixo !!!

5) O VULCÃO mais ativo na terra é o KILAUEA, que fica na BIG ISLAND e recebe a visita de milhões de pessoas anualmente. Tem um museu na borda da caldeira, onde existe um deck de para quem quer ver melhor. Já MAUNA LOA é o maior VULCÃO da terra e também fica na BIG ISLAND.

PicMonkey Collagevulcao

MAUNA LOA – o maior do mundo !!!

6) HULA DANCE é a dança típica do HAWAII, conhecida como a linguagem do coração e geralmente é embalada pelo UKULELE, instrumento adaptado de Portugal. A HULA conta uma história de amor, que pode ser a alguém, a uma ilha, a uma montanha, é sempre uma historia e, por isso, bem simples de aprender. Se você tem ritmo, é claro.

PicMonkey Collage

Se quiser me ver dançando HULA numa aula aperte o PLAY !!!

7) ALOHA e MAHALO são as saudações havaianas mais conhecidas. Quando alguém te diz “ALOHA”quer dizer que está te desejando “BOM DIA”, “BOA SORTE” ou “BOAS VINDAS”, já quando te dizem “MAHALO” estão agradecendo algo que você fez ou representa. Nas esquinas da rua KALAKAUA, no centro de WAIKIKI (principal bairro de Honolulu), você pode ver gravado no chão palavras havaianas e seus significados em inglês. É parecido com que existe nas ruas de Hollywood com as estrelas e os nomes das celebridades. Inclusive, a KALAKAUA é bem parecida com a Rodeo Drive. Eu acho !!!

PicMonkey Collagealohamahalo

Em breve próximos capítulos, até a próxima e…

PicMonkey Collagemahalo

Categoria(s):
COMPARTILHE:
...34567...