CADA UM TEM A PATRÍCIA QUE MERECE!

CADA UM TEM A PATRÍCIA QUE MERECE!

7 de outubro de 2014

SOU NORDESTINA, SIM… E aí?

Toda vez que ouço ou leio algo ofensivo vindo do Sul ao povo do Nordeste, só me lembro da frase que não me canso de repetir do nosso velho amigo Shakespeare: “O nome disso é mentira de ciúmes”. E não estou devolvendo o chumbo para TODOS os sulistas. Estou falando para os engraçadinhos que realmente se acham superiores e não se cansam de nos ofender. Essa frase é para vocês.

Me lembro também das muitas vezes que vieram falar comigo em inglês, achando que eu era angolana, como se em Angola as pessoas não falassem português. Como se baiano não pudesse ter estudado, como se baiana que não cantasse ou jogasse futebol não pudesse ser bem sucedida.

4NORDESTE^11

Me lembro da minha primeira viagem ao Rio de Janeiro, quando estávamos sobrevoando aquela cidade maravilhosa e um senhor soltou “Finalmente estamos chegando ao Brasil” e percebendo que eu não tinha gostado, sem graça, perguntou se eu era baiana. Quando eu confirmei, ele falou “Desculpa, mas é que aqui a gente fala que o Brasil é só Rio e São Paulo”, ao que respondi rapidamente que tinha idiota para tudo e nunca mais olhei pra cara dele. Ui.

Já conversei com gente que achava que no Ceará todo mundo andava em cima de pau de arara e que na Bahia a gente escovava os dentes com azeite de dendê. Ou pelo menos, foi o que pareceu. Ouvi cada coisa! ‘Ah, vocês comem todo dia caruru?”, “Claaaaaaaaro, e vocês sambam todos os dias na Sapucaí”. Ah, vá!

Tem gente que realmente acha que o povo nordestino é invasor, que de musica a gente só conhece “Boquinha na Garrafa”. Água? Só quando a gente sobe no coqueiro pra pegar água de coco. Querem passar NA TORA uma borracha em nossa bela história. Não só a Bahia, mas como todo o Nordeste tem é história, viu? Foi daqui que saíram Ruy Barbosa, Jorge Amado, o velho Luiz Gonzaga, Elba Ramalho, Alcione, Gilberto Gil, Caetano, Bethânia… e tantos outros “invasores”, que só acabaram com a terra e a cultura de vocês, né? Desculpem, mas a gente é PHODA.

Não. Não vou fazer aqui um discurso de ódio contra os sulistas. Pelo contrário, sou sempre a favor da união. Amo os de lá, suas terras, sua cultura, meus muitos amigos, embora não entenda quando me perguntam o que ainda estou fazendo aqui.

Também não entendo você que se achar “raça superior” só porque muita gente não comunga da mesma opinião que você, ou não é da sua mesma etnia, classe social, região, religião, orientação sexual.

É. Sou sim, nordestina, baiana, negra e toda vez que saio daqui tenho mais consciência disso. Lamento muito se você não sabe conviver com isso. Sou, sim, nordestina, vizinha de Sergipe, de Pernambuco, de Alagoas, do Ceará, do Maranhão, da Paraíba, do Rio Grande Norte e do Piauí. Somos, sim, nordestinos, lindos, amados, alegres, vitoriosos, guerreiros, gostosos, amados, amorosos… Tão, que amamos vocês, do Sul, do Norte, do Sudeste, do Centro Oeste… Amamos mesmo. E se você não sabe lidar com isso, concorde que o problema está com você.

Por isso com bem disse Saulo Fernandes em seus versos: “Se plante, lá vem rasteira, pé de ladeira / Preciso da fé no Senhor do Bonfim / Pra mim, pra você, pra mim “.

Sou Nordestina, sim. E aí? E daí? Sou Nordestina, sim. E não me troco por você.

Beijo “Africa iô iô” e meu amor pra você.

Categoria(s):
COMPARTILHE:
7 de outubro de 2014

Para ver: Boogie Oogie !!!

Oi, gente !!!

Há algum tempo estava querendo falar sobre Boogie Ooogie, mas… só agora, finalmente, rolou “Tempo, tempo, tempo, tempo”.

Boogie Oogie é a unica novela que atualmente me faz parar na frente da TV. É escrita por Rui Vilhena, dirigida por Gustavo Fernandez e pertence ao núcleo de Ricardo Waddigton. Ela é exibida as 18 horas e conta a historia de Sandra (Isis Valverde) e Vitoria (Bianca Binn), duas  jovens que foram trocadas na maternidade por Suzana (Alessandra Negrini) como vingança por ter sido abandonada pelo amante Fernando (Marco Ricca) quando ele resolveu dispensá-la para ficar com a esposa Carlota (Giulia Gam) então grávida de Sandra. Ou seja, Sandra pensa que é filha de Elísio (Daniel Dantas) e Beatriz (Heloisa Perrisé), que na verdade são pais de Vitoria. As duas, anos depois, tem seus destinos cruzados mais uma vez.

PhotoGrid_1412450358608

Sandra perde o noivo no dia do casamento, quando ele salva a vida de Rafael (Marco Pigossi),  noivo de Vitoria, num acidente de avião. Alex (Fernando Belo), o noivo, está num taxi a caminho da igreja, quando presencia o avião que Rafael está pilotando caindo. Ele consegue salvá-lo, mas fica preso na aeronave, que explode. Sandra, neste mesmo momento, o está esperando na igreja, mas é surpreendida pela presença de Rafael, que vai contar-lhe sobre  a tragédia. Sandra o culpa, ainda mais que, dias antes, num dia de jogo do Brasil na Copa do Mundo, ele  a conhece, quando ela está na rua vestida de noiva, procurando uma venda aberta para comprar vinagre e tirar um mancha de café que está em seu vestido. Rafael, completamente encantado e extasiado, diz que os dois nasceram um para o outro. Ela ri e revela que em breve se casará. É claro que os dois se apaixonam.

Suzana volta de Nova York, para onde foi enviada pelo ex-amante anos antes, disposta a descobrir quem é a verdadeira filha dele para finalmente fazê-lo sofrer com a descoberta. Ela procura sua amiga Inês (Debora Secco), uma aeromoça, com quem morou antes de sua partida para NY. No seu lugar agora mora Tadeu (Fabrício Boliveira), um jovem negro, recém formado em Direito, que sonha com a carreira de Diplomata.

resumo-boogie-oogiee

O enredo é muito bom! É claro que tem culhudas como todas as tramas costumam ter, mas eu gosto muito e super compro a ideia. A história é leve, divertida, nostálgica… Adoooooro a atmosfera dance, as roupas, as cores… Realmente, me comprou.

Agora, um parêntese enooooooorme. Não é por ser meu amigo, mas o Tadeu de Fabrício é uma das coisas mais deliciosas da novela! Ingênuo, dixoteiro, inteligente, sonhador, honesto… Foi chegando de mansinho e nos conquistou. Fico feliz por ver questões delicadas como o racismo, serem tratadas com seriedade, comprometimento e, principalmente, contundência. Dá o recado, sem ser panfletário, que também tem o seu lugar. Mas não ali. O discurso do personagem é a busca por um lugar que merece estar, independente de qualquer coisa. Ele estudou, graças a ajuda de Eleonor, patroa de sua mãe, Sebastiana (Zezé Mota) e tem como meta a carreira diplomática. Antes disso, não se nega a viver outras experiências profissionais. Acho, inclusive, uma pena não ver comentários sobre a trama nas páginas dos blogs dos movimentos negros. Tadeu não é o protagonista, mas tem quase o mesmo espaço e com igual respeito.

Amo todos os personagens. Acho que os atores são bons e, pelo que parece, se divertem. É o que mais importa. A novela é solar, é colorida, é sonora… Dá vontade de correr para casa para  não perder os capítulos. Lembra a sopa da noite, que a gente toma após um dia exaustivo de trabalho e que vem mais para nos esquentar e acalentar.  Que bom! Que bom!

Ah !!! Fui investigar o significado de Boogie Oogie e descobri que é um estilo de blues da década de 40, não 70. E também pode ser uma musica da banda A Taste of Honey de 1978. Whatever…

Vida longa e sucesso à Boogie Oogie !!!

Categoria(s):
COMPARTILHE:
6 de outubro de 2014

Coisas que QUERO fazer antes do “ENTA”

Oi, gente !!! Como vamos? Como estamos?

Estou muito perto (na verdade, alguns poucos anos) de chegar aos “ENTA”. Não preciso ser modesta, sei que estou bem na fita. Me olho no espelho e tenho consciência do meu “abadá”. kkkk Brincadeiras a parte, de fato, as coisas não são iguais a quando a gente tinha “20 e poucos anos”. A a ressaca não é mais a mesma, nem tão pouco o resultado do hemograma, but… whatever! Ui.

É claro que inevitavelmente a gente acaba fazendo uma reflexão (várias,  na verdade) sobre as coisas que já fez e as que ainda quer fazer na vida. Eu já fiz muitas, aplausos, desaplausos (ô Jesus!), mas quero fazer muitas outras. Por isso, resolvi organizar o baba. Vou fazer uma seleção das COISAS que quero fazer antes de chegar nesse tal “ENTA”.

Para começar: ESTOU VOLTANDO COM O MEU BLOG

capa face

Mas desta vez não será só um espaço de desabafos. Quero que ele realmente seja MULTI, um abadá pra cada dia. Com resenhas de livros, filmes, desabafos, descobertas, aventuras, “dicaszinhas”, vlogs e etc. Nada de regras. De preferência a vida de quelé. No caso aqui, a quelé  aqui sou eu. Falta do que fazer? Pelo contrário, excesso. E preciso organizar isso.

Iniciando a conversa, CLIQUE AQUI, que é o link da página dele no facebook e acompanhe ativamente os meus post. Ainda estou bem no início. Mas é bom assim. Estou amando!

De vez em quando, também mandarei emails com alguns post. Se você não quiser receber, avisem o quanto antes. Vai bombar !!! kkkk

Um aperitivo, PARA NOSSO ALEGRIA: uma foto dos meus muitos aprontes !!!

10347700_600704446712004_4813596229522433703_n

Aprontes para divertir : Foto para uma das cenas de A BOFETADA em 2003. Com Lelo Filho, Jarbas Oliver, Luiz Pepeu, Vinicius Nascimento e eu. Adooooooro !!!

No mais, muitos beijos e sigamos !!!

Saudades de tudo isso !!!

Categoria(s):
COMPARTILHE:
4 de outubro de 2014

futilidades uteis

Nunca consegui deixar minhas unhas crescer muito. Na verdade, nunca liguei muito para isso. Inclusive, como já disse algumas vezes, nem pintar de cor eu fazia. Só depois que surgiram esmaltes divertidos passei a “brincar de trocar pulseiras”. E com minhas idas aos states comei a colecionar.

Dia desses comprei um removedor da RYCA, que, além de hidratar mais minhas unhas, deixou elas mais fortes. Pelo menos, é a minha sensação. Há um mês sinto que elas estão mais crescidas e saidinhas. Confesso que estou gostando. Além disso, esses esmaltes gringos são tuuuuuuuuuuuuuuuuudo de bom ! Apostei no vermelho da L. A. COLORS (Color Craze). Mas também estou usando os daqui para arrematar.  O COLORAMA cobertura intensificadora da cor também tem seu abadá.

 Eu sou RICCA !!!  Esmalte vermelho com um color intensive por cima

Eu sou RICCA !!!
Esmalte vermelho com um color intensive por cima

Brincando de "trocar pulseira"... Unha grande !!!

Brincando de “trocar pulseira”

Clique AQUI, curta a página do blog no facebook e fique por dentro dos novos posts.

 

Categoria(s):
COMPARTILHE:
4 de outubro de 2014

Clorofila internética

20141002_161104

Clorofila “internética” na veia

Oi, meu povo querido !

Aí a pessoa vai comprar um suco de clorofila (é de polpa e é saudável), após a aula de pilates. Ando “me” mentindo dizendo que agora sou me alimento de coisas saudáveis. #sqn Mas estou tentando. Mesxxxxxxxxmo. Pelo menos, de manhã. No caminho, entre a aula e a minha casa tem uma lanchonete de sucos, que é razoável. Esse suco, por exemplo, custa R$ 6,00 (seis reais) e é muito bom! Nessa polpa tem até pepino.

So…

Aí a senhora que atende descobre que tem poucas polpas no estoque e desabafa com fulano “Ih, eu pensei que tinha 30, mas só tem 5”. Ele: “E agora?”. Nesse momento outra senhora se mete na conversa: “Tem nada, não. Agora é fácil. É só a gente pedir pelo zap zap para beltrano e ele traz amanhã”. Fulano surpreso: “E é?!”. “É, meu filho. A gente agora é internética!”, fala olhando para mim, buscando cumplicidade.

Eu “me” riu, pego meu suco, peço um guardanapo e vou embora desaplaudida carregar meu celular que estava descarregado em casa.

É, interneticos eles estavam, sim. Eu não, né? Celular descarregado não pode, né?

Simbora !!!

Clique AQUI para curtir a página do blog no facebook e fique atualizado sobre novas postagens.

Categoria(s):
COMPARTILHE: