13 de setembro de 2018

QUERIDO VIZINHO 📍Penélope Ward



Ooooooi, minha gente! Tuuuuuuro bom?

QUERIDO VIZINHO

 

Temos aqui mais uma dica para quem está passando por uma ressaca literária. É só embarcar na leitura dos livros de Penelope Ward, que são curtos, com, no máximo, 250 páginas.  Os livros dela tem um “Q” de Colleen Hoover, só que numa vibe mais bem humorada e mais leve. Os mocinhos e as mocinhas também são quebrados, mas são mais trabalhados na semi leveza. Dá pra entender? É por aí. Sem falar que os mocinhos são mais românticos. Digo até, muitas vezes, puros. A gente sente que é só uma questão de tempo para que estejam bem, inclusive, sem ser aqueles que a gente já super pensa que precisam mais de um médico ou de remedinho urgente doo que de um romance. Também são completamente fora daqueles estereótipos de CEO’s cafajestes de livros hots, a espera da mocinha abestalhada, metida a terapeuta, que vai curá-los.  Fico toda feliz e doida para compartilhar quando encontro livros assim.  Por isso, estou aqui para falar de QUERIDO VIZNHO

 

VAMOS DE SINOPSE?

 

QUERIDO VIZINHO

Título: QUERIDO VIZINHO
Autora: Penélope Ward
Editora: Planeta/Essência
Compre: EBOOK/FÍSICO

 

 

Depois de tomar um pé na bunda, a última coisa que eu precisava era me tornar vizinha de alguém que me lembrasse do meu ex-namorado, Elec. Damien era uma versão mais sexy do meu ex. O vizinho que eu chamei de “artista irritado” também tinha dois cachorros enormes que me mantinham acordada com seus latidos. Ele não queria nada comigo. Ou era o que eu pensava até que uma noite eu ouvi risadas vindo através de um aparente buraco na parede do meu quarto. Damien estava ouvindo todas as minhas sessões de telefone com o meu terapeuta. O artista sexy agora conhecia todos os meus segredos mais profundos e inseguranças. Nós começamos a conversar. Ele me deu dicas para superar meu rompimento. Tornou-se um bom amigo, mas deixou claro que não poderia ser nada mais. O problema era que eu estava me apaixonando por ele. E por mais que ele me afastasse, eu sabia que ele sentia algo por mim… porque seu batimento cardíaco não mentia. Eu pensei que meu coração havia sido destruído por Elec, mas estava vivo e batendo mais forte do que nunca por Damien. Eu só esperava que ele não o destruísse para sempre.

O QUE EU ACHEI?

Quando li a sinopse eu pensei que autora já tinha entregado todo o ouro. Mas nada do que imaginei passou perto do que foi esse livro. Foi uma boa e agradável surpresa! A história tem paixão (é claro), tem descobertas, surpresas, mistérios, amor, humor (coisa boa!)… Com tudo que um romance tem direito!

 

QUERIDO VIZINHO

 

E que orgulho dessa mocinha! Mesmo com a autoestima no subsolo. É que Chelsea acabou de terminar uma relação, onde o seu ex-namorado Elec, terminou com ela para ficar com a irmã de criação (QUERIDO VIZINHO é um spin-off de MEU QUERIDO MEIO-IRMÃO, mas pode ser lido de forma independente, sem que afete o entendimento) e isso abalou sua autoconfiança. Embora, muitas vezes, se culpando pelo fim (fato que a fez procurar ajuda de uma terapeuta, além da mudança de apartamento) ela conseguiu se reinventar. Muitas mulheres passam por isso. Tendem a se culpar pelo fim da relação. Principalmente, quando a inciativa parte do ex-parceiro. Esse rompimento deixou Chelsea extremamente traumatizada e, mesmo após um ano do fim, ela ainda estava mexida e apegada ao passado. MAS, PORÉM, TODAVIA, há sempre uma mola no fundo do poço e ela, que não foi boba, se agarrou a esta. Isso não quer dizer que foi um outro homem que a salvou e, sim, as palavras desse até então novo amigo, que a fizeram repensar e rever sua lógica (não tão lógica).    

QUERIDO VIZINHO

 

 

Eu não estava preparada para me apegar tanto a esses personagens!  Damien tinha tudo para ser aquele cara bad boy insurportável, que é mudado pela mocinha da história. Mas, pelo contrário. Apesar da aparência marrenta, ele era um rapaz super do bem, que, aos poucos foi conquistando o carinho e a atenção de Chelsea. A má impressão inicial se quebrou quando ela descobriu que ele ouve todas as suas conversas com a terapeuta e lhe deu dicas de superação. Os dois se tornaram bons amigos, mas Chelsea passou a nutrir outro tipo de sentimento por ele. Damien, apesar de também estar envolvido, não estava disposto a se entregar.   Porém, como costumo dizer em minhas resenhas, “coração é terra que ninguém passeia”, né, minha gente? É claro que ele acabou cedendo e os dois viveram um tórrido e emocionante romance.

Só que a gente sabe que para o livro ser interessante teve muita coisa para separar o casal. Inclusive, algo que, apesar de óbvio, foi bem surpreendente. Um paradoxo, né? Mas é isso mesmo.

 

QUERIDO VIZINHO

 

Eu amei esse livro! Embora, por vezes dramático, foi tudo muito leve, crível e envolvente. Consegui ler numa tarde, de tão fluída que é a leitura.   Essa autora foi um achado! Além dessa duologia maravilhosa, li também AMOR IMENSO, que é outra história rápida, de homem quebrado, mas sem aquele peso que faz com que a gente acabe torcendo para que outro chegue e “roube” a mocinha dele.   Suuuuuuuuuuuper indico essa leitura e sugiro uma maratona pelos livros dela!  

Categoria(s):
COMPARTILHE:
Comentar
2 Comentários sobre: “QUERIDO VIZINHO 📍Penélope Ward

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *