Tag: Brasil

Categoria(s): | Publicado em: 20 de março de 2017

 

“Estou de volta pro meu aconchego, trazendo na mala bastante saudade”

 

Voltei, People !!!

Após 27 horas de viagens, cá estou em Hawaii, já com saudades dos meus! Que férias massa !!! Que carnaval de responsa. Tirando a menina nova da Timbalada, é claro. Mas tudo bem. Não vou falar sobre isso agora.

Fiz um vídeo básico sobre a minha passagem por Salvador. Quer ver? Só clicar e se jogar nesse bonde.

bahia2


#CONTAPRAMAISTRES | A importância do VOTO

Categoria(s): | Publicado em: 13 de abril de 2016

Você VOTA? Qual é a importância dele pra você? Que tipo de eleitor você é?

Esse vídeo faz parte do #CONTAPRAMAISTRES. A gente só tem chance de ver um Brasil melhor e mais digno, se a gente se informar. Saber é a nossa maior riqueza.

INFORME-SE MELHOR e #contapramaistres

 

          

VOTO


Informe-se melhor e #contapramaistres

Categoria(s): | Publicado em: 30 de março de 2016

 

INFORME-SE MELHOR e #contapramaistres |

 


FALE QUALQUER COISA AÍ !!!

Categoria(s): | Publicado em: 21 de fevereiro de 2016

E aí? Já viu o novo vídeo? 
Em minha passagem por Salvador, tive a honra de conhecer pessoalmente VILANE NEIVA e OTON, seu bofe. Aí gravamos juntos o desafio FALE QUALQUER COISA. Resultado? Risos e mais risos. Quer ver? Eu amei !!!
Gravamos também um vídeo para o canal dela. Foi o desafio TROCA OU NÃO TROCA? CLIQUE AQUI = https://www.youtube.com/watch?v=8-WBA…
Outro momento hilário !!! Obrigadíssima, gata !!! Foi massa !!!

Olhando de fora parece até fácil, mas O COELHO que é. Valeu a diversão !!! 

          

12768114_10201445136887151_3955617860264965522_o

 

 


“O Brasil não é só Verde, Anil e Amarelo”

Categoria(s): | Publicado em: 30 de setembro de 2014

Oi gente !!!

O Brasil não conhece e não respeita o Brasil.

Como nordestina me sinto, muitas vezes, ofendida com alguns atos, profundamente preconceituosos e desrespeitosos proferidos pelos do Sul. Não são todos, que fique claro. Tenho muito amigos sulistas, que me amam e me respeitam e, inclusive, admiram (e muito) o nordeste. Mas, infelizmente, vivemos num lamaçal de ignorância. E não é só regional, não. É geral. “Alguma coisa está fora da ordem”.

Tantas bobagens jogadas ao vento, uma vergonha alheia… Tem gente, por exemplo, achando (no gerúndio mesxxxxmo) que na Bahia a pessoas andam de roupa típica (mulher de roupa de baiana e homem de calça de capoeira) e escovam os dentes com azeite de dendê. Uma vez, num casamento de amigos, no Rio, uma mulher me abordou no banheiro falando inglês, dizendo, ao ouvir minhas resposta em português, que achava que eu era angolona. Esclareci que em Angola as pessoas também speak portuguese. Aí ela soltou a duvida e a vergonha: Se a minha roupa era típica. O detalhe era que a roupa a que ela se referia era um tubinho da The Planet e o meu torso velho de guerra. Oi? Não venha me dizer que sou estilosa, porque pra quem se acha os senhores do mundo, qualquer roupa é roupa e não se meta. Quer dizer… Nem TV, nem internet, nem livro de história, geografia… aquela criatura tinha. Esses globalizados de meia tigela querem mesmo é se manter assim. Porque a impressão é parece chique e pitoresco não conhecer o Brasil. Socorro!

E o Ceará? Certa feita, também no Rio, uma amiga perguntou a um amigo cearense, que hoje em dia mora no exterior e fala quatro idiomas, como teria sido sua infância, já que ele era de Fortaleza, um lugar pobre. Perguntou também se tinha estudado normalmente. Oi? Defina normalmente! Temendo o fim dessa conversa, interrompi e perguntei se ela achava que em Fortaleza as pessoas só comiam rapadura e andavam em cima de pau de arara. Rimos e a vida seguiu.

A primeira vez que voei de avião foi para o Rio de Janeiro (Ô Rio que eu amo demaisxxxxxxxxxx). Pense no sonho !!! Aquela cidade é linda demais !!! Quando estávamos sobrevoando, eu em total deslumbramento, já perto do pouso, um senhor ao meu lado largou: “Finalmente chegamos ao Brasil”. Eu olhei pra ele  com cara de “Oi?”. Ele me perguntou se eu era da Bahia e com a minha afirmação me disse: “Desculpa aí, mas é que aqui no Rio, a gente acha que o Brasil é só Rio e São Paulo”. E eu falei, tipo DIXOTE mesxxxxxxxxmo: “Tem nada, não. Tem idiota pra tudo” e me piquei, sorrindo cinicamente, para me livrar de possível murro.

Uma vez no face de um amiga paulista, um rapaz colocou uma ofensa ao Nordeste, dizendo que essas merdas só poderiam acontecer aqui. Não me lembro direito o que foi. Só me recordo de questionar algo a ele. Aí minha amiga me chamou in box e falou que não era para eu levar a serio, pois lá as pessoas gostavam de zoar nordestino. Hã? E não é para eu levar à sério? Eu levo, sim. E muito. Uma vez uma pessoa de Brasília me disse que até gostava da Bahia, só não gostava dessa coisa de todo mundo aqui gostar de ACM e também de fazer macumba. Oi?

Mas eu não acho que seja culpa dos sulistas, não. Pelo contrário. Tem muita gente bacana por lá. Conhece muuuuuuuuitos, sou amiga de outros muuuuuitos. Também não acho que seja culpa do Rio ou de São Paulo, dos outros Estados do Sudeste, nem dos do Centro Oeste, nem tão pouco dos três Estados do Sul, que, inclusive, há alguns anos quiseram se separar do resto do Brasil. Acho que é uma responsabilidade geral, sabe?

Como pode a pessoa conhecer bem a Europa e não ter conhecimento sobre o seu país? Isso é cultural mesmo. Não estou falando só em viajar, não. Falo de vontade, de criação, de também de entrar no google e digitar lá NORDESTE, NORTE, SUDESTE… Por exemplo, você sabe falar TODOS os Estados do Brasil? E suas capitais? Sabe de que cultura vivem? Mas sabem dizer o nome de vários palácios da Europa, né? Rumrum Faça a mesma pergunta para um americano. Pergunte se ele sabe quais são os cinquenta Estados dos Estados Unidos e depois a gente conversa. Lá, ser americano não é só no períodos dos jogos, não. Eles são patriotas mesmo. Em cada casa tem uma bandeira dos Estados Unidos hasteada. Inclusive, você lembra aonde a sua foi parar após os 7 X 1 da Alemanha contra nós? Ao contrário do que aquele cara do avião, que NÃO REPRESENTA O RIO DE JANEIRO, a Bahia é, sim, Brasil. Assim como os outros Estados do Nordeste: Paraíba, Maranhão, Pernambuco, Ceará, Alagoas, Rio Grande do Norte e Piauí. Assim como os do Centro Oeste: Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal. Do Sudeste: São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Espírito Santo. E do Norte: Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantis. É tudo Brasil. Com defeitos, qualidades… TUDO BRASIL. Querendo você ou não.

Mas é justamente na IGNORÂNCIA que mora o nosso mal. Se as pessoas conhecessem realmente o seu país, saberiam respeitá-lo. Porque é na diferença que mora a semelhança e vice-versa. É saber que nada exclui o outro, só acrescenta.

Fico #chateada quando sinto na pele os sinais claros do preconceito. É quando alguém me pergunta o que ainda estou fazendo aqui na Bahia? E por que não estaria? Posso sair, sim. Para viver outras coisas, para acrescentar, não subtrair, negar. E pode ter certeza de que, quanto mais saio, mais me sinto baiana. E tenho muito orgulho desse dendê que corre em minhas veias.

Isso que aconteceu com a Miss ceará, altamente ofendida nas redes sociais por ser do Ceará é inaceitável. Desculpa, mas a melhor, esse ano, foi a daqui. E se a gente não incomodasse tanto, a reação seria de enaltecimento, porque ela nada mais é do que uma mulher do Brasil.

Leia mais a respeito AQUI

E querendo ou não, o Brasil é isso: Pluralidade de etnias, naturalidades, cores, tamanhos e sotaques. Se você não se conforma com isso, talvez é chegada a hora de carimbar seu passaporte e se picar pra outras paragens. Aí lá fora, sendo diferente, você vai entender o real sentido da palavra RESPEITO.

                       

Como diria o “filósofo” Carlinhos Brown: “O Brasil não é só Verde, Anil e Amarelo / O Brasil também é  Cor de Rosa e Carvão / Patrimônio de Antônio Anônimo Nômade / Homem que rompe Adão com facão”.

Copiou?

Clique AQUI, curta nossa página no face e fique informado sempre que houver novos posts.