Tag: resenha

Resenha | Retratos de Uma Vida | Naty Rangel

Categoria(s): | Publicado em: 8 de janeiro de 2018

 

Recebi o livro RETRATOS DE UMA VIDA da Editora LER EDITORIAL e fiquei muito feliz! Guardei esse num cantinho bem especial do meu coração. Que livro fofo! Como o que é bom a gente compartilha, vamos lá? Mas vamos por partes. Primeiramente, a sinopse.

 

A HISTÓRIA | RETRATOS DE UMA VIDA

 

 

Retratos de um vida

Título: RETRATOS DE UMA VIDA
Autora: Naty Rangel
Editora: LER EDITORIAL
Compre: FÍSICO | EBOOK

 

“Na adolescência, Jennifer precisou superar a perda dos pais e a traição do namorado com sua melhor amiga. Mas o tempo e o irmão inseparável deram a força que ela precisava para seguir adiante.

O emprego dos sonhos é a primeira de muitas conquistas e é só o começo de uma sessão de flashes emocionantes em sua vida. Ela está prestes a conquistar o coração de alguém bastante improvável, mas terá que lutar para superar os obstáculos que estão por vir.

Retratos de Uma Vida narra a história da fotógrafa Jennifer Torres, seus conflitos no início da vida adulta, as dificuldades para conseguir um bom emprego e a descoberta do amor. Um livro que experimenta a fórmula teen dos dramas americanos em nossa cultura, trazendo uma história repleta de superações e reviravoltas.”

 

VAMOS PAPEAR?

 

Se você fosse fazer retratos de sua vida, qual a cara que eles teriam? Tentei fazer aqui e não coube bem nem em 20 álbuns. Aposto que se você tentar terá a mesma sensação.

RETRATOS DE UMA VIDA remete a muita coisa, néam? Pode ser a sua infância, a sua adolescência, a fase adulta, a um passeio de barco, uma viagem, o primeiro namorado, o casamento, o filho, a formatura… Tantas mil coisas, que até falta texto. É um título BAPHO, bem redondinho, curioso, instigante, atraente…

Estamos aqui para falar sobre os RETRATOS DE UMA VIDA de Jennifer Torres, a nossa “mocinha”. Ela poderia ser uma garota como qualquer outra, apaixonada pela fotografia, que encontra o grande amor no local de trabalho e vive com ele entre tapas e beijos, com muita gente para atrapalhar, até a autora resolver dar um fim à história, com o aguardado “Felizes para sempre”. Mas não. É sobre isso. mas não é isso. Há muito mais a se falar sobre Jennifer. Ela teve que superar vários obstáculos, embora muito jovem. Eu fiquei muito feliz com a “mocinha” forte, que não está na vida à espera do “mocinho” para salvá-la. É claro que de vez em quando dá uma raiva básica. A gente se pergunta “Por que essa garota está fazendo isso?””Por que esse cara está fazendo aquilo?”. Mas tudo verossímil. Então está tudo certo.

 

SOBRE JENNIFER

 

Quando adolescente, enquanto morava no Canadá, ela perdeu os pais num acidente trágico de carro, restando como família direta, apenas seu irmão, Lucas, e sua tia, irmã de seu pai. Como se não bastasse, ainda na mesma época, pegou o então namorado traindo-a com sua melhor amiga.

Anos depois, disposta a refazer sua vida, Jennifer, já no Brasil, prestes a dar uma guinada em sua carreira. O livro começa com ela numa entrevista de emprego, onde se candidata a fotógrafa assistente da revista de fofoca Famosos, chefiada pelo bonitão, Victor Rodrigues.

 

SOBRE VICTOR

 

Bonitão, rico, o típico “mocinho” dos romances. Apesar disso, não faz o galã desalmado que destrói o coração das mulheres. Nem tão pouco, o cara pobre que fica rico num piscar de olhos. Ele herdou a empresa do pai, já aposentado, mas conseguiu provar que tinha talento e condições suficientes para conquistar seu patrimônio.

Com charme peculiar, Victor está habituado a jogar charme para as mulheres, se depara com uma diferente.

 

O PRIMEIRO ENCONTRO

 

Um imprevisto acontece e não é o chefe do setor de Recursos Humanos da revista quem entrevista Jennifer. Tal papel cabe ao próprio Victor, que, acostumado a ter todas as mulheres aos seus pés, não perde tempo em assediá-la. Essa parte me deixou um pouco receosa. Assédio é assédio. Não é OK pra mim. Embora levemente atraída pelo charme dele, a primeira impressão (a minha também) não é das melhores.

Chateada, em um rompante, ela tem uma atitude intempestiva e vê o sonho de trabalhar para revista Famosos escorrer pelo ralo. Tendo que dividir as contas contas com irmão, seu também colega de apartamento, ela então se conforma em ter que trabalhar em algo que não lhe faz feliz, mas que pode suprir suas necessidades. Só o que julgou ter atrapalhado seus planos, na verdade, despertou a admiração de Victor e Jennifer vira a mais nova assistente de fotografia da revista.

Mas o mundo é cheio de surpresas, néam? E para ela, então, tem é coisa reservada. Tanto profissionalmente, como pessoalmente. Nesse novo desafio, ela terá que escapar às investidas do chefe, a se recuperar dos traumas do passado e vencer os obstáculos profissionais. Será que ela vai conseguir?

 

MINHA IMPRESSÃO | RETRATOS DE UMA VIDA

 

Retratos de uma Vida

Essa capa é muuuuuuuuito linda !!! Eu, Jennifer, Victor e o vulcão Diamond Head ao fundo.

 

Confesso que não esperava muito desse livro. Mas me surpreendi. De maneira despretenciosa, ele me cativou. A história de Jeniffer é bem comum. Uma garota, com traumas, disposta a se manter distante de novas relações, tem que vencer desafios profissionais e amorosos. O mocinho é rico, seu chefe e, por não tê-la a seus pés já no primeiro momento, a tem como um desafio e os dois se apaixonam. Até aí nada de novo.  O que diferencia essa história das outras é exatamente porque ela não se esforça para ser diferente. É simples, sem ser simplória e tem todas as pontas no lugar.

Tem gente que não gosta de clichês. Eu os amo. Acho que a vida é um, inclusive. A diferença é como a autora nos apresenta. E Naty Rangel fez um ótimo trabalho.

Muito feliz com essa descoberta e, desde já, agradeço a LER EDITORIAL pelo presente. Ele ficou muito feliz aqui em Hawaii.

RETRATOS DE UMA VIDA 2

 

Só não dou 💥💥💥💥💥 ESTRELAS (tá, dou QUATRO E MEIA), porque sou muito rigorosa pra dar a máxima. Mas amei!

Ah! Não vi necessidade de dividir a história em 2 livros. É tão pequenininha, redondinha… Por que não fechar logo em um mais grosso? Mas nada disso interfere no valor do livro. Ter dois é, de certa forma, bom para quem costuma se apagar às histórias e aos personagens.

O segundo livro é a história do casal com os problemas inerentes a todas as pessoas que se relacionam amorosamente, como, por exemplo, a presença do ciúmes, fantasmas do passado, relação dos dois com o trabalho… É sobre como os dois vão lidar com o fato de serem casal e patrão/empregada. Muita coisa, né, não? É muito retrato pra tirar ainda. E mais: Pelo menos a continuação já está disponível. Ou seja, já baixei o ebook e vou lá continuar minha viagem.

Vale muito a pena.

 Até mais.

 

 

Retratos de uma vida

Título: RETRATOS DE UMA VIDA 2
Autora: Naty Rangen
Compre: AMAZON

 

 

 

 

 

 

 

 


CLICHÊ surpreendente da autora Carol Dias

Categoria(s): | Publicado em: 26 de outubro de 2017

Oi, minha gente !!! Tuuuuuuro bom?

 

Estou amando voltar com as resenhas! E venho hoje de um dos assuntos que mais gosto! Poder falar deles sem ofender o autor é libertador. Taí uma coisa que senti ao ler esse livro: Ele é despretensiosamente LIVRE!

A resenha de hoje é sobre “CLICHÊ”, de Carol Dias, da LER EDITORIAL.

Mas antes de qualquer coisa, a SINOPSE, néammm?

 

clichê

 

 

Marina Duarte está no vermelho. Dona de dupla graduação nas melhores faculdades públicas do Rio de Janeiro, seu sonho de construir a vida nos States não está funcionando.
Decidiu se mudar para ficar perto da tia, sua única família, mas a crise não está ajudando em nada sua carreira.
Sem saber como pagar as contas do próximo mês, Marina aceita uma vaga de babá na mansão da família Manning. Ela só não podia imaginar que sua vida mudaria completamente, apenas por conhecer duas crianças e um chefe viúvo – e gato, maravilhoso, cheiroso e gostoso –, que precisa urgentemente de sua ajuda.

 

LIVRO: CLICHÊ
SÉRIE: CLICHÊ
AUTORA: Carol Dias
EDITORA: Ler Editorial
PÁGINAS: 284

 

 

 

 

Cheguei a esse livro por uma indicação, em vídeo, da autora Tatiana Amaral. Estou bem  no ápice de um momento “ressaca literária”, precisando ler algo leve e despretensioso. Ao mesmo tempo tenho me queixado bastante do excesso de “clichês” que tenho visto em várias histórias. Das duas uma: Ou eu estou lendo demais o mesmo gênero ou as autoras estão caprichando muito no babado. E olha que eu até curto “clichezagem”. O que seria da vida sem ele, né? Viver já é um. Mas tem que saber usar o babado nas histórias. Por isso qual não foi minha surpresa quando me deparei com o livro que assume o que é desde o título? É clichê mesmo, clichezão… Daqueles que a própria “mocinha” tira sarro da situação. E isso, a meu ver, é muito bom!

Vamos lá “CHICHEZAR”?

 

Marina Duarte é uma brasileira, formada em duas faculdades ligadas à música, que decidiu largar tudo em seu país e ir morar em New York, nos Estados Unidos, perto da tia, sua parente mais próxima. Chegando lá, as coisas não acontecem exatamente como ela esperava. Após passar por momentos difíceis, tipo muita conta a pagar e nada a receber, pede a ajuda a tia, que lhe consegue um emprego de babá na casa de um empresário recém viúvo e pai de dois filhos pequenos.

De primeira, Marina se apega as crianças e sente necessidade de tirá-las da tristeza causada pela perda da mãe. Para isso, não poupa esforços e decide usar a música, algo que trabalhou anteriormente com crianças de uma instituição social.

 

Mas quer saber qual é o clichezão do clichezão?

 

É ela, a babá, se apaixonar pelo chefe-rico-empresário-dono-de-boa-parte-de-new-york. Nove entre dez CEOs dos livros dessa nossa terra, são trabalhados nessa modalidade. Eu preciso confessar que amei! Pra começar, que falar de New York já é meio de caminho andado para o meu coração! Segundo, que a própria sabe o quão isso é batido. E ri disso. Amo quem sabe rir de si.

Killian Manning (ou Sr. Manning, ou delícia de homem) é um jovem viúvo que perde a mulher prematuramente, tendo que criar os dois filhos (Dorian, de 7 anos, e Alison, de 4 anos) sozinho. Ele tem o estereótipo do homem bonitão, cheiroso e charmoso. Mas consigo ver algumas coisas diferentes nele: Uma, que ele assume bem cedo estar interessado nela e, outra, que ele não faz o tipo garanhão, que machuca o coração de todas e muda ao se apaixonar pela protagonista. Ele é super careta. É aquele tipo que só se apaixonou uma vez na vida, mas está aberto a refazer sua vida, sem destruir o coração de Marina. Ela, por outro lado, é a mais plantada dos dois. É a que tenta convencê-lo a levar as coisas com mais calma. Não tem nada de donzela, de bobinha, de dependente de “príncipe para se salvar”.

 

Expectativa X Realidade

 

Não venha ler o livro esperando encontrar uma história mirabolante e mega power criativa, nem, tão pouco, querendo ler algo cheio de emoções fortes, perseguições, rivais super loucas e “mocinho” que faz um monte de coisas erradas. Nem tão pouco, a que quer chorar, sofrer, ver um sexo selvagem ou um beijo de tirar o fôlego. Tem nada disso. O foco principal não é o romance. É um chick lit leve e propício para quem quer limpar a “caixa” de livros pesados recém lidos. E eu amei! Foi do tamanho da minha expectativa. Foi simples e não simplório.

Li rapidinho e me diverti muito. Apesar da história ter um princípio pesado de morte, encara tudo de forma leve e positiva. E para coroar, é do jeito que eu gosto: Com a protagonista forte, sem se dobrar pra quem quer que seja. Embora em alguns momentos, eu a sinta deslumbradinha ao se deparar com as coisas luxuosas que Killian lhe proporciona. Quem nunca? Quem não? Ainda mais em New York.

É claro que no percurso, eles vai aparecer gente baixo astral, que nem é feliz, nem quer que os outros sejam, que vai tentar pôr sal no pudim do casal. Mas nada que a autora não tenha resolvido em duas ou três páginas. Inclusive, Carol Dias é uma grata surpresa! Ainda mais que descobri que ela tem apenas 22 anos.

 

Sobre a capa

 

A capa é linda! Comprei em ebook, mas assim que der, quero comprar em físico. Porque acho o tipo do livro bom pra enfeitar a estante e dar de presente para uma amiga que não gosta muito de ler coisas pesadas ou que está “se iniciando” no mundo das leituras.

 

Vai ter mais um?

 

Já fiz minha pesquisa básica e vi que tem “CLICHÊ – livro 2”, que é sobre as venturas e desventuras de Carten Manning, o irmão mais novo e idiota de Killian . Vou comprar e já guardar para minha próxima “limpeza de HD”. É uma boa indicação para ler na primavera, deitada numa toalha/canga no parque ou na praia, comendo pipoca e bebendo um suquinho de limão.

 

clichê

 

Em suma, eu super indico. É comprar, pegar a pipoca, o suco de limão e se divertir.

Quer comprar “CLICHÊ”? VENHA!

 

Na LER EDITORIAL clique AQUI

Na AMAZON clique AQUI

 

 

 


A CARONA | Tatiana Amaral

Categoria(s): | Publicado em: 18 de julho de 2017

Oi, minha gente !!!

Quantas promessas você fez que não pôde cumprir? Você já guardou algum segredo? Quem nunca, hein?

Resenha é sempre bom, né? Eu adoooooooro !!! E ando bem empolgada !!!

Estou com uma recém saída do fogo. É sobre promessas, segredos e outras coisitas mais. Vamos lá?

Vamos de A CARONA, de Tatiana Amaral, da Editora Pandorga?

 

         

 

 


APOLLO: Quando o Amor está em Jogo (Jogadores de Futebol Livro 1)

Categoria(s): | Publicado em: 18 de março de 2016

Oi, gente !!!

Esse mês estou voltando ao meu normal. Consegui ler muitos livros, em poucos dias. Esse mesmo, li em um dia e meio praticamente.

TÍTULO =>  APOLLO : QUANDO O AMOR ESTÁ EM JOGO || AUTORA => LUCY BERHENDS

Vamos primeiro a SINOPSE?

29088012Apollo é um jogador de futebol famoso e bastante procurado pela mídia. Sexo, dinheiro e fama não são problemas. As mulheres fariam qualquer coisa para ter um momento ao lado de um homem rico e lindo como ele, mas bastou um olhar na direção de uma certa morena de olhos verdes para bagunçar seu mundo perfeito.
Kimberly é rica, mas sempre desprezou o dinheiro de seu pai que é dono de um grande clube de futebol. A imundice que acompanha tanto glamour não é para ela. Sua mãe e sua irmã, sim, amam essa vida. Ela não, por isso batalhou e se tornou jornalista por conta própria.
Acontecimentos do passado fizeram com que evitasse se aproximar de jogadores de futebol a todo custo, mas uma entrevista com Apollo pode salvar a emissora na qual trabalha e manter o emprego de milhares de pessoas.
Ela poderia lutar contra si mesma e contra tudo o que mais odeia para ajudar outras pessoas? Apollo teria o poder de quebrar a primeira regra na lista de proibições dela?
Acompanhe essa história que vai além da negação, superação, perdão, sexo quente e a descoberta do amor.

 

Mais um livro que despontou no Wattpad, plataforma na web, onde autoras publicam seus livros, capítulo por capítulo, a cada semana, contando com a interação de leitores assíduos. No final do livro, elas dão um tempo, o retira e publica em forma de livro físico ou na Amazon. Conheci várias autoras incríveis assim !!!

Bom, Kimberly é aquele tipo de “mocinha” que eu amo! Forte, determinada, generosa, apaixonada e (o melhor) real. Quem em sã consciência, solteira, não ficaria encantada por um jogador másculo, sensual, bonito e sedutor? Você pode até responder que não. Mas duvido muito. Não por considerar que toda mulher é fácil e cai na telha de qualquer um. Não, não e não. Detesto quando as histórias caem nessa balela da mocinha que se entrega ao homem, rico e irresistível, que vai tirá-la da pobreza. Mulher é pra brilhar também. E Kim (sou íntima já) brilha. Não só por ser rica, mas por ter conquistado o seu espaço.

apollo

Só que as coisas não são tão fáceis para ela, não. A questão aqui é que ela não é solteira, inicialmente, e, além disso, tem um motivo muito forte (relacionado ao passado) para não cair na lábia do nosso “mocinho” Apollo, que é um jogador brasileiro super famoso e requisitado, prestes a assinar um contrato poderoso com um time de futebol Europeu. A tarefa de Kim é entrevistá-lo e ser a primeira a dar essa notícia, até então, apenas especulação da mídia.

Kim é uma jovem rica, já que seu pai é dono de um dos clubes de futebol mais importantes do Brasil e irmã de Eros, um dos jogares mais famosos da atualidade. Ele é, inclusive, o único jogador de futebol que ela permite ter por perto. Tudo por conta de um fato delicado que aconteceu em seu passado, que logo você saberá o porquê. Também por conta disso, ela resolve andar com os próprios pés, tornando-se uma importante Jornalista Investigativa. Só que um problema na Empresa onde trabalha a obriga a ter que se aventurar no jornalismo esportivo. Ou ela topa ou muitos inocentes ficarão sem trabalho. É aí que entra Apollo. Ele é o foco. Mas o que era para ser apenas uma aproximação profissional acaba por se tornar uma paixão avassaladora.

apollo3

Apollo também tem seus segredos. Talvez capazes de afastá-los de vez. Mas isso você só vai saber se ler o livro, que, a meu ver, é muito bem escrito, muito envolvente. Não tive vontade de parar. A protagonista tem personalidade e carisma. O protagonista idém. Os antagonistas, apesar de vilões não são tão vilões e, por vezes, são até engraçados. Além disso, tem os coadjuvantes (Eros, Paula, Nina e Nicholas), com histórias divertidas, que deixam um gostinho de “quero mais” para próximas edições. Isso, sem falar no pequeno Gustavo, uma criança esperta capaz de nos arrancar muitos risos.

Lucy Berhends é uma autora bem interessante, que já entrou para a lista das brasileiras que mais curto, junto a Tatiana Amaral, Nana Pauvolih e Aline Santa’na. Já conhecia seu trabalho, dos livros UM CEO PRA CHAMAR DE MEU, DESTINADA AO PRAZER e DESTINADA A VOCÊ, que eu simplesmente amei !!! Quero ler os dois últimos da série DESTINADOS que são DESTINADA AO AMOR e DESTINADA A SEDUZIR. Pelo teor dos outros, acredito que vou gostar. Uma das características dela é já ir dando pinceladas do que acontecerá nos outros livros. Ou seja, os quatro livros são ligados, mas o que prevalece é a história dos protagonistas destes. A gente vê acontecendo coisas entre os casais, mas só vai ver diretamente nos livros destinados a cada qual. Adooooooooro, porque já cria um burburinho e nos desperta curiosidade.

Destinada1
destinada2

Como sou dessas que, depois de Sylvia Day e aquela quincologia (é esse o nome?) que nunca terminou, preferem esperar sair os outros, para ler tudo um atrás do outro, já li também APOLLO : O Amor Vence o Jogo (Jogadores de Futebol Livro 2) e também vai ter resenha.

12794796_1285358671491244_1514300603688350525_o

No mais, é isso. Até Apollo II.

Onde COMPRAR? CLIQUE AQUI !!! (AMAZON)

CLASSIFICAÇÃO : ♣ ♣ ♣ ♣ ♣


RESENHA: O LADO FEIO DO AMOR

Categoria(s): | Publicado em: 18 de novembro de 2015

Minha gente,

Estou aqui para contar as minhas impressões sobre O LADO FEIO DO AMOR, de Coleen Hoover.

Livro BAPHO, BAPHO !!! Emoção, romance, paixão… Uia.  Quer ver?

Fique a vontade !!! 😉