CADA UM TEM A PATRÍCIA QUE MERECE!

CADA UM TEM A PATRÍCIA QUE MERECE!

Você está na categoria:

Baƒaƒá (Crônicas|Resenhas I Promoções I Vídeos I Entrevistas)

30 de Março de 2018

🔺ALERTA SORTEIO DE LIVRO🔺

autobiografia de rita lee

 

Vamos de SORTEIO da AUTOBIOGRAFIA de Rita Lee?

 

Minha gente, eu não consegui fazer o sorteio desse livro BAPHO pelo youtube. O formulário do google deu “tchiutchu”. Mas eu não desisto. Vou sortear pelo INSTAGRAM mesmo.
Quer ganhar a AUTOBIOGRAFIA de RITA LEE ?
Muito simples.
🕶 Siga o INSTAGRAM @patriciarammos
🕶 Se inscreva no CANAL UM ABADÁ PRA CADA DIA www.youtube.com/patriciarammos
🕶 Marque duas amigas/amigos nos comentários dessa promoção no instagram @patriciarammos (tem a mesma foto).
🕶Só vale pra quem mora no Brasil.
🕶Sorteio aqui dia 10 de Abril aqui no INSTAGRAM @patriciarammos.
BOA SORTE!

Categoria(s):
COMPARTILHE:
13 de Março de 2018

Resenha📍BORBOLETA NEGRA📍Halice FRS

 

O que falar do livro BORBOLETA NEGRA? O que falar de livros de época? Eu estou jogada no chão com essa minha nova paixão: LIVROS DE ÉPOCA! Por que fiquei tanto tem sem eles? Onde eu estava com a cabeça que perdi isso, Jesus?  QUE GÊNERO DELICIOSO !!!

Eu até já li alguns daqueles  livros de época de banca Sabrina, Julia e Bianca, que minha mãe tinha em casa, mas nada se compara a essa GRANDE estreia nesse tipo de leitura.

 

Minha diva mor dos romances eróticos, Tatiana Amaral, já tinha me falado sobre Halice, mas não tinha dimensão do talento dela! E comecei com um combo. Li logo três. Li a série Apple White.

Vou começar resenhando o primeiro, BORBOLETA NEGRA, de Halice FRS, a história de amor de Edrick Bradley Ashley Walker.

Vamos lá?

 

🔆SINOPSE – BORBOLETA NEGRA

 

 

Título: BORBOLETA NEGRA
Autora: Halice FRS
Editora: LER EDITORIAL
Compre: EBOOK

Inglaterra, 1870
Lorde Edrick Bradley III, segundo barão de Westling, cruza o caminho de Ashley Walker em uma nublada tarde de outono. Atraído e intrigado pela falta do esperado cumprimento, ele a segue até vê-la entrar no hotel da vila. Sem entender tamanha curiosidade, a espera. Ao se apresentar, a frieza com que é recebido eleva o mistério, incitando-o a desvendá-lo. A Srta. Walker desejou esquecer aquele encontro. Vivia na vila vizinha, agradecida por jamais ter estado diante do nobre cavalheiro e preferia que assim continuasse. Porém, afastar-se não seria fácil, pois estava prestes a descobrir que nem todo homem é mau, egoísta, ou aproveitador. E essa descoberta, aliada aos encantos de Edrick, fará ruir a sólida muralha protetiva que Ashley ergueu ao longo dos anos. Mudança inútil, pois ela era a Borboleta Negra, alguém que não serviria sequer para ser amante do honrado barão. Naquele lindo jardim ela jamais poderia pousar.

 

🔆A HISTÓRIA

 

O romance de Edrick Bradley Ashley Walker é incrível. Tudo começa em 1970, em Westling, na Inglaterra. Ashley é uma mulher cheia de mistérios e beleza. Isso, desperta nele o desejo de desvendá-la. Num belo dia de mil oitocentos bolinhas, ela chama sua atenção enquanto realiza uma de suas visitas misteriosas a alguém num hotel na cidade. Quando ela sai,  ele resolve segui-la até uma loja de doces. Só que a moça não lhe dá bola e isso faz com que ele fique mais curioso (desafio, né, minha gente?), afinal,  quem é ela para ignorar o Barão da Cidra?

O destino contribui com Edrick, quando Ashley, após ser abandonada pelo seu cocheiro, se depara com uma terrível tempestade e se vê obrigada a aceitar sua carona. Eis que a carruagem do Barão sofre um acidente e ela se vê mais mais uma vez obrigada a aceitar a sua ajuda. Impossibilitada de atravessa a ponte que leva à sua casa, ela aceita passar a noite na Apple White, a fazenda dele.

Pensa que acabou? Ao saber que ela possui uma carta importante em sua bolsa e disposto a saber quem finalmente é essa mulher, ele dá um jeito de lê-la. Aí descobre que esta está endereçada a um tal de Benjamin, que supõe ele ser o seu rival. 

 

Borboleta Negra

 

🔆O ROMANCE

 

Os dias passam e Ashley se vê obrigada a permanecer na  Apple White e a convivência com Edrick faz ela enxergá-lo de outra forma, já que um dos seus segredos consiste em uma experiência não tão boa com essa família.  Quando adolescente, ela foi violentada e colocada pra fora daquele lugar. Foi algo pesado, que mudou drasticamente sua trajetória.  Edrick nem sonha quem ela é de fato.

Apesar de tentar se manter longe dele, ela não consegue resistir ao Barão e suas investidas. É claro que se é um romance os vão se apaixonar, né? Isso, apesar dela sentir que é um amor impossível. isso, apesar dele saber que existem muitos mistérios que cercam aquela mulher.

 

🔆O TEMA

 

 

Esse livro aborda muitos temas. Desde à apresentação de uma mulher moderna em pleno século 19, em meio a uma época repleta de machismo, à importância de conhecer a verdade das pessoas antes de julgá-las. Uma época (não diferente dessa nossa) em que a culpa recai sempre sobre a mulher.

Eu amei a forma que Halice descreve as cenas, que aprofunda os personagens, que trata delicadamente o ato sexual, que insere as discussões… Serei sempre a pessoa que não tem paciência para personagens femininos fracos e fiquei muito feliz em conhecer Ashley, em vê-la se impor, mesmo tendo que respeitar a época.

🔆OUTRO PONTO

 

É que mesmo com todos os segredos, quando eles decidem investir verdadeiramente na relação, os segredos são pouco a pouco colocados de lado. Sabe quando o vilão chega pra contar algo sobre você ou seu bofe e que pode acabar com a relação? Pois isso não a cabe na relação de Edrick e Ashley. Pelo menos, depois que eles resolvem assumir o que sentem.

O que é? Achou que não teríamos vilões? É claro que no decorrer da trama, aparecem pessoas perturbadas, né? Gente que nem é feliz, nem quer que os outros sejam. E tem alguns que só Jesus na causa.

Pensa que acabou? O livro não termina nesse primeiro volume. Vamos ter também o segundo, que é quando a história se fecha. Tem também um terceiro volume que é a história de Marguerite, uma das irmãs de Edrick e melhor amiga de Ashley, que eu também li e já descobri que só acabará no quarto. Amo saber que tão cedo não me livrarei dessa família.

Tem gente que não gosta de série. Eu amo! Desde que não tenha enrolação e nem demore pra ser lançada.

Eu você não perderia também Halice FRS de vista! Coloquei até na minha listinha de melhores do ano. Quer ver?

 

 

         

 

🔺PRÓXIMOS VOLUMES🔺

 

🔆CISNE NEGRO – VOLUME 2

BORBOLETA NEGRA

Título: BORBOLETA NEGRA
VOLUME 2 
Autora: Halice FRS
Editora: LER EDITORIAL
Compre: EBOOK

Inglaterra, 1871.

Com seu empenho apaixonado, o segundo barão de Westling, Lorde Edrick Bradley, rompeu a barreira protetiva da misteriosa Ashley Walker e conquistou seu coração. Após desencontros e intensos reencontros, por fim ele descobriu os segredos que por anos a bela jovem bravamente ocultou.

Por uma piada do destino estes estavam diretamente relacionados à família Preston Bradley, nome que tanto trazia orgulho ao cavalheiro e que deveria ser mantido livre de nódoas do passado. Para tanto, Edrick não mediria esforços e mais uma vez provaria à moça o quão nobre era seu coração, mesmo que estivesse ferido.

Para Ashley, ela sempre seria inadequada, contudo aceitou voltar para a vida do barão, levando consigo seu bem mais precioso: Benjamin. O futuro era incerto, a relação entre os três, delicada, mas não havia meios de lutar contra seu amor. Restava enfrentar a fúria da baronesa e a insanidade de Jason Hunt. Ou talvez o maior desafio fosse superar a maldade do primeiro barão, alguém que mesmo ausente, continuava a influenciar tantas vidas.

O amor de um cavalheiro por uma borboleta seria capaz de transformar o pesadelo em um conto de fadas?

 

🔆CISNE AZUL – A HISTÓRIA DA IRMÃ DE EDRICK

 

 

BORBOLETA NEGRA

 

Título: CISNE AZUL
VOLUME 3
Autora: Halice FRS
Editora: LER EDITORIAL
Compre: EBOOK

Inglaterra, 1864

Logan de Bolbec, nono duque de Bridgeford, não era diferente dos homens de seu tempo. Talvez fosse o pior dos libertinos, pois oferecia sua atenção às belas damas da corte e seu coração à última mulher que poderia desejar. Amava-a ao seu modo, mesmo que com ela não pudesse ter herdeiros. Razão que o forçava a formar sua família com outra. E não havia alguém melhor que a irmã de um bom amigo, cuja descrição a enquadrava nas restrições impostas, tornando-a o ideal de esposa perfeita.
Marguerite Preston Bradley, entretanto, era mais do que Logan poderia supor. Diferente das jovens de sua geração, ela não alimentava o desejo de se casar. Não quando considerava cedo, não sem amor, não com alguém que conhecia pelo nome. Para terror da mãe, a baronesa de Westling, a moça tampouco dava importância à aparência, preferindo se perder no mundo encantado que imaginava enquanto repousava no pomar de Apple White.
Era onde um Cisne Azul preferia estar, mas não teria como recusar a proposta do duque, pretendente perfeito aos olhos de seus pais. Por não ter alguém que realmente ocupasse seu coração, Marguerite talvez agradecesse sua boa sorte se não fosse observadora e sagaz. Ela sabia que algo estava errado. Restava saber se, quando elucidasse o mistério, já teria se rendido ao encantador duque ou se seria tarde demais para escapar de um ardiloso vilão.

Tô tacando 🔆🔆🔆🔆🔆 em tudo. E tô doida pra ler o próximo! Vem, Cisne!
Categoria(s):
COMPARTILHE:
12 de Março de 2018

BBB18 I O quadrado Ana Clara X Jaqueline X Paula X Breno

Oi, minha gente !!!

E esse BBB18?

Mais um ano eu tentei ficar longe dessa carniça de BBB18 e não consegui. O problema é que sempre que vou ao Brasil, me rendo a esse vício  “cruel”.

A verdade é que o BBB, nada mais é, do que um recorte do que acontece na realidade. As intrigas, os romances, o caminho que escolhemos para chegar a alguns lugares, os traumas, o julgamento… A diferença é que está todo mundo preso dentro de uma casa, tendo que se aguentar por três meses. Pessoas diferentes, de diferentes lugares, que, a princípio, nunca se viram. E o bônus é a gente aqui de fora tendo a “licença” de julgar e de brincar de “ser Deus”.

Cada semana um assunto fica em evidência e se a gente soube tirar, são boas pautas para discussões beeeeem relevantes.

Exemplo?

O MACHISMO. É deprimente  perceber que somos AINDA tão MACHISTAS. E em pleno 2018.

Quando vejo homens e mulheres ditando como mulher deve se comportar, fico triste. A cada “mulher tem que se valorizar” é quase infarto que tenho.  É muito triste ver a mulher sendo eternamente julgada por tentar ser ela mesma. O certo ou errado não nos cabe.

São tantos assuntos que um programa, a princípio besta, nos desperta, que fico com vontade de fazer zilhões de vídeos a respeito.

Vamos falar sobre o do momento? O QUADRADO AMOROSO (Breno = Ana Clara X Jaqueline X Paula) no BBB18. Na primeira festa Breno ficou com Ana Clara, na segunda com Jaqueline e depois partiu pra ficar com Paula. O cara ficou com TODAS, mas a culpa e os xingamentos caem pra quem? Para as mulheres, é claro. Para mim, tudo na vida, depende dos acordos. Se homem pode, por que mulher não?

BBB18

Outra coisa é falar que uma traiu a amizade da outra, porque Ana Clara e Paula são próximas. Primeiro que eu não acredito em amizade de 40 dias, num programa que premia o vencedor com Hum Milhão e Meio. Outra, que TODOS ali são solteiros, ninguém comprometido e a própria traída não assumiu gostar do boy. A gente aqui fora sente isso, mas lá dentro a pegada é outra. Não cabe a mim julgar quem quer que seja por isso. Acho injusto cobrar atitudes e se colocar como exemplo. Quem somos nós? Podemos sim ter nossas preferências, votar pelas atitudes, mas julgar caráter acho perigoso demais. É o que eu acho.

Vamos de vídeo? Porque eu estou sedenta.

Categoria(s):
COMPARTILHE:
7 de Março de 2018

DIA INTERNACIONAL DA MULHER 📍E esse tal de AMOR DE MIGALHAS?

Mais um ano estaremos celebrando o DIA INTERNACIONAL DA MULHER.

Não, não é só um dia de celebração. Não, não é só um dia de reinvindicação. Mas se a gente quiser faz só uma coisa ou outra. Porque é exatamente essa a nossa luta: O direito de ser e fazr o que a gente quiser. Sem julgamentos. É possível? É claro que é.

A única certeza é que ESSE DIA  é nosso, é necessário e não abrimos mão. De jeito nenhum.

Se você quiser, pode celebrar junto com a gente. Caso contrário, e você não quiser ajudar, fique na sua.

Quer reinvindicar o DIA DO HOMEM? Faça isso. É direito. Mas sem esse papo de tentar deslegitimar o nosso. A gente sabe as nossas dores. Então pronto.

Há muito tempo tentam colocar em nossa cabeça que mulher é rival de mulher, que mulher não é amiga de mulher e, infelizmente, muitas de nós engolem essa pilha.

NÃAAAAAO. MULHER é pra ser PARCEIRA,  é pra ser AMIGA,  é pra APOIAR a outra.

 

 

E é pensando nessa corrente que essa semana vai ser TEMÁTICA.

Vamos falar muito de nós, para nós, para homens também, mas especialmente para nós.

Fiz esse vídeo pra abrir os trabalhos. Ele fala sobre ESSE TAL DE AMOR DE MIGALHAS, que a gente aceita, pra não ficar só, ou porque somos pressionadas.

Vamos conversar? Estou sedenta.

VENHA!

Aproveito e deixo uma fotinha básica que fiz no Brasil, tirada pelo meu fotógrafo massa Ricardo Konká.

A foto é porque é meu dia e gosto de me amostrar mesmo. Apenas.

Venha comigo!

Cada um tem a Patrícia que merece.

 

 

MULHER

 

Categoria(s):
COMPARTILHE:
5 de Março de 2018

Um Sedutor sem Coração | Lisa Kleypas

 

Um Sedutor sem Coração

 

É o mais recente livro de Lisa Kleypas e eu já estou ansiosa pra ler e que dá início à série OS RAVENELS.

Tenho certeza que dará um bom caldo, já que os protagonistas misturam paixão e humor ácido. Adoro quando o romance de o “joguinho” do desafio. E ao que me parece não será tão fácil o “mocinho” conquistar a “mocinha”. Por isso, já amo!

Já contei que estou super curtindo livros de época, né? Em minha passagem pelo Brasil comprei vários. Agora é sentar a bunda, ler TODOS e depois compartilhar com vocês.

Aguarde e confie.

Vamos à sinopse?

 

sedutor

 

Devon Ravenel, o libertino mais maliciosamente charmoso de Londres, acabou de herdar um condado. Só que a nova posição de poder traz muitas responsabilidades indesejadas – e algumas surpresas.

A propriedade está afundada em dívidas e as três inocentes irmãs mais novas do antigo conde ainda estão ocupando a casa. Junto com elas vive Kathleen, a bela e jovem viúva, dona de uma inteligência e uma determinação que só se comparam às do próprio Devon.

Assim que o conhece, Kathleen percebe que não deve confiar em um cafajeste como ele. Mas a ardente atração que logo nasce entre os dois é
impossível de negar.

Ao perceber que está sucumbindo à sedução habilmente orquestrada por Devon, ela se vê diante de um dilema: será que deve entregar o coração ao homem mais perigoso que já conheceu?

Um sedutor sem coração inaugura a coleção Os Ravenels com uma narrativa elegante, romântica e voluptuosa que fará você prender o fôlego até o final.

Categoria(s):
COMPARTILHE:
12345...1020...