Tag: kate

Vida de princesa

Categoria(s): | Publicado em: 30 de Março de 2015

Sempre gostei das histórias de princesas. Nunca sonhei em ser uma, daquela do príncipe chegar para me salvar. Salvar de que? De quem? Eu gosto é de acompanhar a historinha, de saber o desenvolvimento, o final, o “felizes para sempre” !!! Mas tudo fictício. Na realidade minhas princesas tem outra cor, outras necessidades, outras vontades…

Era muito fã de Lady Di. Ainda me lembro de seu casamento com Charles. “Que romântico!”, pensei na época. Depois acompanhei seu “não felizes para sempre”. Charles me enganou. Como um príncipe feio (vamos combinar?) sambou tanto na cara de uma pessoa? Sou canceriana. Tomo partido, guardo mágoa e fiquei do lado dela. Como assim ele (um príncipe feio) queria ser o tampax que a amante Camila (hoje sua esposa) usava? Príncipe e tampax não combinam. Príncipe não faz nem necessidades, oxe. Desceu a ladeira legal !!! Mas já foi tarde, mesmo sem final feliz, Di era muito melhor. E mesmo sem final a princesa era ela. Linda, fina, glamourosa…

Com o tempo também entendi o lado dele, coitado. Imagine ser apaixonado por uma e ter que casar com a outra porque não era conveniente pra realeza, ainda mais essa outra sendo casada. Ô rapaz complicadinho. Entendo, mas não aceito. Ou será ACEITO, MAS NÃO ENTENDO? Se não gostava pra que casou? Usou a bichinha que não tinha nada a ver com a história do tampax. Relação é fogo. Quando estive em Londres, fui ao Madame Tussauds, aquele museu com réplicas das celebridades em cera. O povo é doido. Colocou a réplica de Lady Di de um lado, triste, e do outro toda a família real imponente. Fiquei revoltada. Me retei.

Casamento de Charles com Diana e Camila... Sou mais Diana !!! Mas ele e Camila se merecem !!!

Casamento de Charles com Diana e Camila… Sou mais Diana !!! Mas ele e Camila se merecem !!!

Aí também conheci Sarah Ferguson, através de um seriado que passou na Globo há muito tempo. Acho que o nome era “Vida de Princesa” ou coisa parecida. Procurei depois no google e não achei mais. Será que a rainha mandou da fim? Porque não era lá muito legal com a realeza não. Nele, Sarah e o príncipe Andrew (irmão de Charles) eram os personagens principais. Eles se conheceram através de Diana, que era amiga de Sarah. Se apaixonaram e casaram. Não era lá uma boa escolha na opinião da rainha, mas ok. Andrew era leve, mais divertido do que o irmão, talvez por não ter a mesma responsabilidade dele. Era decididamente um casal muito divertido. Sarah não levava desaforo pra casa e sua personalidade era admirada pelo marido e pela amiga. A rotina solitária e agitada de princesa fez com o casamento esfriasse. Após o nascimento das duas filhas, eles resolveram se separar. Mas são amigos até hoje. Volta e meia são vistos passando férias juntos. Sarah dá muito trabalho pra rainha. Já vendeu informações sobre a família real, já se envolveu em escândalos. Não é bem vinda no castelo. Tanto que não é mais convidada para as cerimônias importantes da família real, tipo o casamento de William (filho de Diana) e Kate. Imagine !!! Babado !!!

Sarah e Andrew... os melhores !!!

Sarah e Andrew !!!

E Kate e William? Assisti recentemente um filme sobre os dois. Sobre como se conheceram, a relação e o casamento. Historinha água com açúcar mesmo. Parece que ele, sim, gosta da esposa e tem personalidade. Parece, ninguém sabe. Tem cara de que ela manda na relação. Eles já tem um filho e estão a espera do segundo, que parece ser uma menina. Gosto de Kate. Ela me parece forte, tem personalidade. Sabe o poder que tem. Tanto que não parece seguir a cartilha de princesa. Usa roupa de lojas populares, repete figurino, tem carisma… O povo gosta e se identifica.

William e Kate

William e Kate

Recentemente apareceu na revista Vogue com um figurino que “diz que” custou R$ 167,00 (cento e sessenta e sete reais). Muito para mim, mas uma bagatela pra quem vive no país das libras. Gosto dela.

CLIQUE NA FOTO E VEJA A MATÉRIA SOBRE O TAL VESTIDO!!!

466690650_1

Kate tá “prenha” de novo !!! Adoooooooro !!!

Quem quiser assistir o filme completo, eis ele aqui embaixo. Charles é chato até no filme. Afff !!!

A meu ver a história mais interessante, por ser para mim uma referência é a de Sarah Culberson da Serra Leoa, negona de responsa, que vivia com a sua família adotiva em West Virginia e depois, ao fuçar sobre sua família biológica, descobriu que era uma princesa africana. Convidada por seu pai ara conhecer sua tribo na província do sul de Serra Leoa, percebeu que ser uma princesa neste país devastado pela guerra não tinha nada de glamour. Ela, então, criou a Fundação Kposowa para ajudar a reconstruir a escola Bumpe, que foi destruída na guerra civil do país.  Linda, guerreira e danada !!!

Sarah Culberson da Serra Leoa

Sarah Culberson da Serra Leoa

E pra fechar Cinderela, a história que sempre gostei pela maluquice. A história da menina que perdeu o pai e fora criada pela Madrasta, que tinha duas filhas e a tratavam muito mal, colocando-a pra cuidar da casa como uma escrava. Até o dia a sua Fada Madrinha apareceu e a vestiu lindamente para ir ao Baile do Príncipe. Este assim que a vê se apaixona, mas ela precisa voltar pra casa à meia noite, quando o encanto da roupae da carruagem que a fada lhe deu  se acabará. Na correria, ela perde o sapato. O Príncipe então corre por todo o Reino atrás da dona do sapatinho e quando encontra Cinderela se casa com ela.

Sempre me perguntei por que o sapato de Cinderela não desapareceu também quando o encanto se quebrou à meia noite? A carruagem voltou a ser abóbora, o vestido voltou a ser maltrapilha, mas o sapato ficou lá, forte e lindo nas mãos do príncipe. Imagine !!! Mas a gente é muito besta, né?

Há alguns anos, como atriz, participei com atriz e produtora do espetáculo CINDERELA BLACK POWER, que era uma versão black power, com atores majoritariamente negros. Eu fiz a louca Fada Madrinha !!! Pense numa peça divertida, com amigos divertidos !!! Amo e tenho muitas saudades !!!

Os "BLACK POWER"

Os “BLACK POWER”

 Mas decididamente sou mais de acreditar que existem mais princesas do que príncipes e ao invés dessa espera louca que nós mulheres temos de encontrar o tal do maluco do cavalo branco, é mais fácil a gente trabalhar, batalhar pelo nosso carro e quem quiser que venha atrás. Né não? Mas uma pitada de romantismo também faz bem e eu adooooooooro !!! Beijo na boca é bom demais, mas a gente quer e precisa de mais, muito mais !!!

Simbora ?