CADA UM TEM A PATRÍCIA QUE MERECE!

CADA UM TEM A PATRÍCIA QUE MERECE!

23 de junho de 2015

Porque é Havaianas, mas é do BRASILLLLLLL !!!

Pra me obrigar a pintar as unhas dos pés…#MinhasMeninas#MadeInBrazil#PorqueAgoraEuSouHabaiana

Posted by Um Abadá Pra Cada Dia on Segunda, 22 de junho de 2015

Categoria(s):
COMPARTILHE:
23 de junho de 2015

Voltei !!!

Cheguei !!! Cheguei em Salvador, voltei e já cheguei novamente à Hawaii !!!

Passei uma semana no Brasil, foi massa, mas também é bom voltar !!! Isso significa que já me sinto em casa aqui !!! A sensação ainda é de ressaca. Sete horas de diferença e ainda não voltei ao normal. Baby Consuelo cantou muito “O Hawaii é aqui”, mas não é , não. É muito longe. Essa história de atravessar os Estados Unidos pra pegar uma conexão é bizarro. Foram mais de 60 horas de viagem, contando ida e volta. Muito cansativo e estressante. Fiquei mais no aeroporto de Atlanta do que em Salvador. Mentira, estou exagerando, mas foi muito tempo mesxxxxxxxxmo. Mas valeu a visita, valeu rever os amigos, a família, o azeite…

15 horas em Atlanta esperando um voo...

15 horas em Atlanta esperando um voo…

Comidinha, porque ninguém é de ferro !!!

Comidinha, porque ninguém é de ferro !!!

Embora os aborrecimentos também tenham sido muitos, foi bom voltar. Pior é que não pude resolver tudo em uma semana. Deixei para mais tarde. A alegria de reencontrar pessoas queridas compensou tudo. Minha terra é breada, mas é a minha. Foi de lá que eu vim e é sempre lá que recarrego minhas energias. Não deu pra ver todo mundo, mas deu. A opção era “isso ou nada?”. Preferi ISSO. É foi isso. Sem tempo pra choros. Pisquei, voltei. Sigamos.

Das coisas que observei:

1) Atlanta tem muuuuuuuuuuuitos negros. E olha que só fiquei no aeroporto, hein? Mas me senti em Salvador. Ou seja, em casa.

2) Salvador está mais sofrida, com baixa auto estima. Tem uma atmosfera melancólica no ar. Por outro lado, encontrei um clima mais ameno. Tirando o garçom estúpido de um desses restaurantes que vendem caranguejo, achei as pessoas mais dispostas a ajudar. Da Oi à atendente da Gol, me senti bem tratada e respeitada. Coisa que não era comum nos ultimos tempos.

3) Em ano em que o dólar está nas alturas para nosso amigo real, comprar haianas no Brasil foi como comprar bananas. Bananas do Brasil, é claro. Porque as de Hawaii também são facadas.

Nunca pensei que voltar pra cá seria tão desejado. Achei minha paz.  Quando estou aqui, parece que o mundo pára. Talvez também, porque, quando acordo, o dia já está no meio no Brasil. Isso significa que os problemas e as soluções caminham, independente de mim.

Mas agora é colocar a vida em dia. Amanhã retornarei ao curso, domingo é meu aniversário. Tanta coisa a pedir, tanta coisa a agradecer. Que meu novo ano seja leve, doce e com boas notícias !!! Ando cansada, devo confessar. É claro que é difícil ficar deprimida num lugar como esse, com um gatinho de responsa ao seu lado, mas é que, infelizmente, os problemas nos acham, mesmo que esteja a quilômetros de distância. Amo meu Brasil, mas, na boa, agora sou só HaBaiana.

PicMonkey Collagefam3

Little family… Irmã e amor recíproco !!! Redescobrindo a cidade !!! Salvador, minha Africa io io…

PicMonkey fam2

Pretas que amo… Prima e Madrinha !!!

PicMonkey Collagefam

Primas delíiiiiiiiiiiicias e irmã !!!

PicMonkey Collagerosca

Jantamos rosca… Com amigos BOM DEMAIS !!!

PicMonkey Collageamigos

Quem tem amigos tem tuuuuuuuuuuuuuuudo !!!

PicMonkey Collagepilates

Amigos e pilates… Casamento perfeito !!!

 

Categoria(s):
COMPARTILHE:
7 de junho de 2015

ENGLISH… Agora é minha vez !!!

Oi, gente !!!

Acordei bem cedo pra fazer post. Muita coisa há de rolar hoje, então, confiei no ditado de que “Deus ajuda a quem cedo madruga”. E está ajudando mesxxxxxxmo.

Nos últimos dias entrei “na cachaça” de querer falar inglês de qualquer forma. Alguém me disse “Um dia você vai ouvir um CLICK e estará falando”. Estou esperando esse CLICK até hoje. Mas ok. Sigamos. Na “cachaça doida”, estudei muito, todos os dias… Resolvi até fazer aula privada, com um professor particular. Eu quero falar bem, com segurança, com concordância. É difícil. Engraçado que sempre achei que para aprender inglês fosse necessário apenas dedicação. Mas não é. Acho que é preciso também uma dose de atenção. Atenção a fala, ao ouvido, ao entendimento… E o melhor: Um carinho pela língua. Sou ruim de ouvido, viu? Uma vez ouvi de um professor que nós temos muitos sabotadores. Tipo dificuldade em algumas coisas. “Espíritos” que sabotam nossos sentidos. Uns não sabem ver, outros não saber falar, ouvir… O meu é ouvir. Muitas vezes, eu ouço uma indicação, mas repito o mesmo erro milhares de vezes. Se eu não relaxo e fico atenta a esse sentido, não consigo avançar. Era assim na Faculdade, é assim na minha vida e, é claro, tem sido assim no meu aprendizado com o inglês. Eu não ouço direito como a palavra é realmente falada e isso se reflete em minha pronúncia. Saída? Ouvir! Mas como ouvir se eu não ouço? Eu ouço, mas não ouço. Entende? Quando eu volto minha atenção realmente para o que eu tenho que ouvir, eu ouço. E esse tem sido o meu desafio: OUVIR de verdade.

Na pratica, tenho assistido filmes e séries em inglês e com legenda em inglês. Depois, tento tirar a legenda e tento ouvir o som, as palavras e as entonações de verdade. Fácil não é mesxxxxxxmo. Porque, além de tudo que vem no pacote de dificuldade, tenho preguiça de assistir duas vezes em menos de 24 quatro horas o mesmo bagulho.

Outra coisa que tenho feito é conversar com pessoas de outras línguas. Conheço poucos brasileiros aqui, não faço como muitos estudantes brasileiros em outros países que correm de seus “patrícios” para não terem que falar em português. Eu tenho colegas brasileiros, sim, inclusive, em minha sala. Amo encontrá-los, falo todos os dias, mas procuro também encontrar os outros, os estrangeiros, conversar, trocar ideias, ouvir os sotaques, os acentos, sair, marcar encontros… Eu também não sento todos os dias no mesmo lugar. Troco sempre.

Toda semana eu e meus colegas nos encontramos no Doraku, um restaurante japonês bala que tem aqui. O gerente já nos conhece tanto, que volta e meia nos dar algo de cortesia. A gente passa a noite toda bebendo sakê, comendo sushi e fofocando. Tudo em inglês. Tem japonês, suíço, coreano… Falando inglês. Uma vez por semana, nosso encontro é certo. O nome é “Sushi Time” ou “Sushi Sakê Party”. Saímos bêbados, felizes e quase professores de inglês. kkkk Não mesmo. Porque, ô coisa que melhora inglês é essa danada da “cachaça”. kkk

Tem também Max, um colega suíço que volta e meia faz pão pra gente. Semana passada marcamos em minha casa e foi uma farra !!! É o “Max’s Bread Party”.  ADOOOOORO !!!

"Sushi Sakê Party"

“Sushi Sakê Party”

Minha galera aproveitando o pão de Max em minha casa !!! Crédito da montagem: Aymi Kanemoto

Minha galera aproveitando o pão de Max em minha casa !!! Crédito da montagem: Aymi Kanemoto

Essa semana, mudei de nível. Eu era B1, agora sou B1 PLUS. Isso significa momento tenso. kkkk Mudei porque estava odiando meu novo professor do B1 e, como já tinha estudando algumas assuntos, resolvi tentar. Quando você acha que pode, tem que experimentar. Optei por passar dificuldade no novo nível sendo feliz, do que continuar no mesmo nível tendo que aguentar hoooooooooras um professor chato. Inclusive, até agradeço a ele. Porque isso não deixou de ser um incentivo. Gente, em Janeiro eu era A2, o nível mais baixo do curso, agora já sou intermediário. É claro que, para mim, o mais importante é falar. Eu ainda não entendo muitas falar (coisas do sabotador que falei há pouco), mas continuo tentando, STEP BY STEP.

A galera !!! B1 e B1 PLUS

A galera !!! B1 e B1 PLUS

E pra fechar o pacote, na quarta-feira, talvez por conta da TPM, rolou uma crise. Não queria voltar ao curso, estava me achando péssima no inglês… Chorei muito !!! Quis parar. Mas como Deus é massa, “meu amor recíproco e saudável” me incentivou, disse aquelas coisas bonitas que a gente DEVE ouvir quando está com a auto estima no pé. Então me piquei pro curso e, na sexta-feira, fui eleita a aluna do mês. Tipo… ganhei uma semana de curso de graça, um cartão de 15 dólares da Starbucs e um tapa no meu ego. É claro que foi uma surpresa. Eu não falo inglês. Ainda. Misturo verbos, concordâncias… Estou caminhando. Meu inglês é para bebês. Mas, segundo eles, além de dedicada, com bom score, sou disciplinada. Falo inglês o tempo todo na escola, converso com todo mundo… Coisa de brasileiro, né? Adoro “me amostrar”. Então, falo mesmo. Muitas vezes, tenho consciência de que esquartejo a língua, de que falo que nem gringo no Brasil, lenta e engraçada. Mas falo, falo, falo muito. Meio que penso: Está com tempo? Senta aí e me ouça !!! E falo até cansar. kkk

Estou feliz !!! B1 PLUS, Melhor aluna do mês… Só falta falar inglês. kkkk  Dando na cara do meu sabotador !!! Quem é ele? Porque eu sou filha de Roxinha e Wilson, neta de Hilda e cada vez mais brasileira.

Agora ali. Me dei um presente. Logo, logo saberão.

Com os diretores do IIE, sendo eleita a melhor do mês !!! Agora só falar falar inglês... kkkk

Com os diretores do IIE, sendo eleita a melhor do mês !!! Agora só falar falar inglês… kkkk

 

 

Categoria(s):
COMPARTILHE:
3 de junho de 2015

Eu sou atriz e me amostro mesxxxmo !!!

Quase seis meses em Hawaii e ando com saudades de muitas coisas no Brasil. Uma delas é de ser ATRIZ. Mas não estou mal, é saudade boa, saudade que a lembrança traz alegria e sensação gostosa !!!

amostrando

 

Juntei algumas imagens e fiz um vídeo para suprir essa saudade. Entrei no inferno astral, sou canceriana… #SOUDESSAS

Não esqueçam de curtir o vídeo, se inscrever no canal, compartilhar o vídeo e comentar !!!

Espero que vocês gostem !!!

Um beijo e até mais !!!

 

 

Categoria(s):
COMPARTILHE:
2 de junho de 2015

Tag: 5 novelas preferidas

Nunca escondi, sou louca por novelas !!!

Tá certo que as de hoje não chegam nem perto das antigas e revivendo todas que amei, isso ficou muito mais claro. As novelas eram mais simples, contavam com os tempos áureos dos bons autores e atores !!! Eu era do tipo de deixar de sair para não perder um capítulo !!!

Observando minha lista dá pra perceber que não sou tão novinha. O auge das grandes novelas para mim foi nos anos 80, quando eu era bem criança, mas já entendia e muito. Minha mãe assistia e eu lhe fazia companhia. E vice-versa. Não esqueço dos seus texto quando a gente fazia barulho “Cala a boca, que eu quero assistir minha novela!”.

A que mais gostei de todas foram Vamp, de 1991 (guardava os jornais com os capítulos) e era louca por Fábio Assunção. Também amei Tieta e Top Model. Aguardava o lançamento dos discos (isso mesmo, sou da época dos discos) para comprar e sabia cantar todas as musicas. Tempo bom que não volta mais. De certo, eu era feliz e sabia !!!

Como gostei de muitas, vamos por partes. Eu tenho uma lista enorme. Gostei de Vamp, Hipertensão, Que Rei Sou Eu?, Tieta, Fera Radical, Top Model, Pedra Sobre Pedra, Tititi, Brega & Chique, Laços de Família, Histórias de Amor, Bambolê, Livre Para Voar, Vale Tudo… E muitas outras. Mas vou começar com 5, que escolhi aleatoriamente. Me diga também as suas !!!

1) PEDRA SOBRE PEDRA

NOVELA-PEDRA-SOBRE-PEDRA

Exibida em 1992 pela Rede Globo, foi escrita por Aguinaldo Silva e teve a direção Geral de Paulo Ubiratan.

Era uma versão moderna de Romeu e Julieta, sem os mocinhos mortos no final, onde as famílias Batista e Pontes lutavam pelo domínio político na cidade. Na verdade, tudo não passava de um amor mal resolvido. Murilo Pontes (Lima Duarte) iria se casar com Pilar Farias (Renata Sorah), mas essa o abandonou no altar desconfiada de que ele tinha engravidado sua melhor amiga, Eliane. Com isso, ela se casou com Jerônimo Batista, melhor amigo de Murilo e este se casou com Hilda (Eva Wilma), que sempre foi apaixonada por ele, desde sempre.

Eliane morreu, mas Pilar assumiu sua filha e lhe deu o mesmo nome da mãe. A menina era uma bandidinha, que cresceu invejosa e sem escrúpulos. Murilo e Hilda deram a luz a Leonardo Pontes (Mauricio Mattar) e de Pilar e Jerônimo nasceu Marina Batista (Adriana Esteves). Pilar ficou viúva e Murilo seguiu carreira política em Brasília.

Vinte e cinco anos anos, Murilo voltou à cidade disposto a tornar seu filho prefeito, mas essa também era a pretensão de Pilar em relação à sua filha. Por ironia do destino, Marina e Leonardo se apaixonaram e puseram em risco os planos dos pais.

Os dois tinham em um comum um inimigo perigoso: Cândido Alegria, que além de ser o verdadeiro pai de Eliane, queria a todo custo se tornar o manda chuva da cidade e marido de Pilar, por quem era apaixonado.

Além disso tinha a história do fotógrafo Jorge Tadeu, que usava a fotografia para seduzir as mulheres casadas da cidade. E continuou essa sedução mesmo após a sua morte. A novela era recheada de realismo fantástico.

Gostei demais da trama, das canções, dos embates entre Pilar e Murilo…

Abaixo a abertura alegre de Pedra Sobre Pedra !!! Eu amava essa abertura !!!

 

              

2) MULHERES DE AREIA

mulheres-de-areia-11

Mulheres de Areia era tão boa que vi duas vezes, além da primeira. A ultima foi pelo youtube. Assisti tudo em duas semanas. Ela também foi produzida pela Rede Globo e exibida pela primeira vez em 1993, escrita por Ivani Ribeiro, e dirigida por Wolf Maya.

Em Mulheres de Areia a história principal girava em torno das gêmeas Ruth e Raquel, interpretadas por Glória Pires. O que foi Glória Pires nessa novela? Ela arrasava !!! Fazia Ruth  e Raquel e fazia Raquel fazendo Ruth e Ruth fazendo Raquel com maestria. A gente via as diferenças e particularidades construídas. Isso numa época em que os recursos digitais eram limitados e o trabalho do ator e da direção viam em primeiro lugar.

A história se passava em Pontal D’Areia, cidade fictícia, para onde Ruth, a boazinha, voltava após alguns anos dando aula em uma fazenda. Raquel, a má, apesar de nunca ter gostado da cidade, nunca saiu de perto dos pais. O pai Floriano (Sebastião Vasconcelos) tinha um xodó por Ruth e Isaura (Laura Cardoso) por Raquel, que se aproveitou da semelhança física com irmã e tenta rouba-lhe o namorado Marcos, interpretado por Guilherme Fontes.

Raquel conseguiu se casar com Marcos, mas na verdade ela gostava do inescrupuloso Wanderlei, interpretado por Paulo Betti e juntos tramaram tirar dinheiro de Marcos. Eis que um dia aconteceu um acidente no mar e as gêmeas foram trocadas. Raquel foi dada como morta, ficando assim seu lugar para Ruth. Só que Raquel, na verdade, não morreu e prometeu se vingar da irmã.

No final Raquel morreu num acidente de carro e Ruth e Marcos, finalmente, conseguiram ficar juntos.

Para mim, foi muito sofrimento para ser resolvido somente no final. Affff

Abaixo o tema de abertura “Sexy Yemanjá”, interpretado por Pepeu Gomes.

              

 

3) LAÇOS DE FAMÍLIA

 

lacos-familia

Laços de Família, da Rede Globo, estreou em 2000. Foi escrita por Manoel Carlos e dirigida por Ricardo Waddington. A história se passava no Rio de Janeiro. Inclusive, todas as novelas de Manoel Carlos, né? O Leblon dele sempre me despertou curiosidade. Quando fui ao Rio de Janeiro pela primeira vez, em 2001, foi o primeiro  lugar que quis conhecer. Por causa de suas novelas. Só consegui conheci esse Leblon em minha ultima ida ao Rio no ano passado, quando fiquei hospedada com uma amiga no Leblon e pude conhecer o bairro mais profundamente. Encontrei até Manoel Carlos numa livraria. Whatever…

Essa novela também foi reexibida  no “Vale A Pena Ver de Novo”. Passei muita raiva com ela. Detestava Camila, interpretada por Carolina Dieckmann. Inclusive, criei uma comunidade no finado orkut com esse intuito. O título era: EU AINDA ODEIO CAMILA. Forte? Hoje acho também. Mas era isso. Achava um absurdo ela ter “roubado” o namorado da mãe e todo mundo achar normal. Hoje sei que ninguém rouba ninguém de ninguém, mas continuo achando-a um porre !!! kkkk

Na história, Helena, interpretada por Vera Fischer tinha 45 anos, uma clínica de estética e dois filhos: Camila (Carolina Dieckmann) e  Fred (Luigi Baricelli). Hoje, até gosto de Carolina, mas Luigi ainda não me desce. Acho ele um ator muito ruim ! Na contra a pessoa, mas o ator… Bom, certo dia, Helena se envolveu numa batida de carro, onde conheceu Edu (Reinaldo Gianecchini), o outro motorista, médico recém formado, lindo, de 25 anos, criado pela tia Alma (Marieta Severo). Por conta da batida, ele a levou para ser sorrida na livraria de Miguel (Tony Ramos), que logo se interessou por ela. Na moral, o mundo todo se interessou por Helena nessa novela. Era uma loucura! Miguel, Edu, o primo Pedro… Uia.

Edu e Helena, mesmo contra a vontade de Alma, que a considerava muito velha para seu sobrinho, acabaram-se apaixonando e assumindo um relacionamento.

Os dois resolveram, então, ir ao Japão, onde Helena reencontrou a filha Camila, que estudava na Inglaterra e também estava de férias. Aí Edu e Camila se aproximaram e acabaram se envolvendo. Alma, que era contra a relação de Helena e Edu, deu total força para o romance dos dois jovens, que acabaram se casando. Íris (Debora Secco), irmã de Helena por parte de pai, que foi morar no Rio com a irmã depois que sua mãe morreu baleada em um posto de gasolina, detestava Camila e a acusava de ter roubado o namorado da mãe. Iris era apaixonada por Pedro (José Mayer), o rude administrador do haras de Alma, que, por sua vez, além da paixão antiga por Helena, também era interessado por Cíntia, a veterinária do haras. Os dois mantinham uma relação de amor e ódio, regada a muito tesão.

Camila descobriu que estava grávida de Edu e também descobriu que tinha leucemia. Ela perdeu o bebê e precisou urgentemente de um doador de medula para sobreviver. Com isso, um segredo veio a tona. Camila, na verdade, era filha de Pedro, que nunca soube de sua existência. Helena, quando adolescente, engravidou do primo e, por isso, foi expulsa de casa. Na tentativa desesperada de salvar a filha, Helena, para obter uma medula compatível, engravidou de Pedro, teve a filha Vitória e Camila recebeu sua medula, conseguindo se curar da doença e ficando de vez com Edu. Helena terminou a novela com Miguel e Iris, após muito insistência, com Pedro.

              

Cena antológica de Camila/Carolina raspando a cabeça. Emoção pura !!!

              

4) VALE TUDO

NOVELA-VALE-TUDO

Vale Tudo entrou para a história da televisão brasileira como uma das melhores novelas já apresentadas. Inclusive, já foi exibida em várias partes do mundo. Se for apresentada hoje, a trama ainda é atual. O foco maior era os problemas político e sociais brasileiros. Corrupção, filhos contra os pais, ambição desmedida, falta de respeito, intolerância. Mas acho até que Vale Tudo está muito mais a frente do que as novelas apresentadas hoje, com essa patrulha exacerbada do politicamente correto.

Eu amava Vale Tudo !!! Era bem criança, mas me lembro bem da música de abertura. Já fiz coreografia dela no meu bairro com minhas amigas. “Brasil, mostra sua cara, quero ver quem paga, pra gente ficar assim !!!”. Rapaxxxxxxxxxx, é atual demais !!! Amava também os cortes de cabelo de Glória Pires e o charme ao interpretar de Lidia Blondi. Uma das melhores atrizes daquela geração, com certeza !!! Depois que se casou com Cássio Gabus Mendes, que fazia seu par na época, decidiu largar a carreira e investir na psicologia. Deve ser uma boa psicóloga, com certeza !!!

A trama foi exibida em 1989. Até hoje me lembro do meu pai me dizendo que sabia que Leila (Cássia Kiss) havia matado Odete Rotman. Dias após o final da novela, ele faleceu. Essa é uma das muitas lembranças que tenho dele e das nossas divertidas conversas.

Escrita por Gilberto Braga e Agnaldo Silva e dirigida por Dennis Carvalho, contava a história de Raquel, uma guia de turismo (Regina Duarte), que vivia com o pai e a filha Maria de Fátima, numa casa em Foz do Iguaçu. Quando o pai de Raquel morreu, Fátima vendeu a casa sem a mãe saber, pegou todo o dinheiro e foi para o Rio de Janeiro. Lá, ela conheceu César (Carlos Alberto Ricceli), garoto de programa, com quem se envolveu. Fátima passou a morar na casa de Solange (Lidia Brondi, aff, que saudade de Lidia Brondi!), que era produtora de uma revista de moda. Com isso, ela também passou a trabalhar como modelo, mas seu objetivo mesmo era casar com um homem rico e viver na boa vida.

Ao descobri o que Fatima fez, Raquel também partiu para o Rio de janeiro, onde passou a vender sanduíche na praia. Raquel se tornou empresária de sucesso, vendendo sanduíche e se envolveu com Ivan (Antônio Fagundes), que acabou se casando com a pintora Heleninha Roitman (Renata Sorrah). Quem não se lembra da bebum Heleninha Roitman, que fazia escândalos memoráveis cheios quando bebia?  E ela sempre bebia !!! Até que conheceu William (Denis Carvalho), que a levou aos Alcoólicos Anônimos.

Mesmo casado, Ivan continuou apaixonado por Raquel e afastá-lo de vez dela, Odete Rotman armou um plano para incriminar Ivan e assim chantageá-lo, fazendo-o ser preso por corrupção.

Fátima seduziu Afonso (Cassio Gabus Mendes), namorado rico de Solange e filho de Odete Rotman e se casou com ele. Mas é claro que, no final, Solange tem seu amor de volta.

O momento mais importante da trama foi a caça ao assassino de Odete Rotman, que no ultimo capítulo descobrimos ter sido Leila, que a atirou nela por engando, achando ser Fátima, que era amiga de seu marido, Marco Aurélio (Reginaldo Farias).

Leila e Marco Aurélio fogem de jatinho com dinheiro roubado, dando uma “banana” para o Brasil. Mais atual impossível !!!

 

              

 5) A GATA COMEU

cristiane-torloni-novela-A-gata-comeu

Quem que nasceu ou viveu a década de 80, não ouviu falar em Jô Penteado, interpretada por Christiane Torloni? A gata arisca que foi domada foi Fábio, vivido por Nuno Leal Maia em seus tempos áureos de galã. Lembro-me que o penteado de Jô (hoje bizarro) super entrou na moda !!!

 A Gata Comeu foi de 1985 e foi reprisada milhares de vezes no Vale A Pena Ver de Novo. Escrita por Ivani Ribeiro e dirigida por Herval Rossano, ela foi um remake da A Barba Azul, também escrita por Ivani Ribeiro para a finada Rede Tupi anos antes. Eu só vi A Gata Comeu. 

Jô Penteado tinha os homens aos seus pés, ficando noiva várias vezes. Mas nunca tinha se apaixonado, até conhecer Fábio, professor, viúvo e pai de dois filhos. A atração começa quando os dois participam de uma excursão para Angra dos Reis e a lancha quebra, obrigando-os a ficar dias numa ilha deserta, dependendo da sorte e sendo dados como mortos.

Jô tinha na irmã Paula sua maior inimiga e, graças a inveja desta,seu romance com Fábio é atrapalhado várias vezes.

Até os dois ficarem juntos no final, muitas coisas e aventuras rolam, mas o amor vence e Jô conquista de vez Fábio e seus filhos.

              

Vou ficando por aqui, mas voltarei com mais novelas, viu? Quais novelas você gostou? Conte-me, não esconda nada. Relembrar é viver !!!

Categoria(s):
COMPARTILHE:
...1020...3839404142...5060...