CADA UM TEM A PATRÍCIA QUE MERECE!

CADA UM TEM A PATRÍCIA QUE MERECE!

21 de Abril de 2015

Meu bujão, meu estilo…

Gente,

Gosto muito de juntar coisas e fazer minhas coisas. kkk É isso mesmo. Coisas e coisas. Sou dessas de desenhar coisinhas ou olhar vitrines e estilizar modelitos. Um belo dia, na sobra de um tecido, desenhei um vestido tipo bujão, gostei tanto que, depois, fiz várias outras versões do mesmo modelo. De lá pra cá são sete anos com meus muuuuuuuitos vestidinhos. São práticos, funcionais e estilosos. Desculpe, sem modéstia agora.

Eles são bem larguinhos, com elásticos no busto e na perna, tipo uma roupa pra bujão de gás. Se eu quiser, posso colocar um cinto e já é outro design. É confortável e a depender do tecido posso usar em várias ocasiões. Tenho até a versão casamento. E se sinto frio posso colocar um blazer por cima e tá tudo certo. Tenho alguns que de tão surrados, terei que dar um tempo, coitados. Uso em casa.

E com as cores e o clima de Hawaii, sou quase uma havaiana. Sou, sim. Sou HaBaiana !!!

PicMonkey Collagestyle

“Que sobe, que sobe, que sobe!”

PicMonkey Collagestyle2

Categoria(s):
COMPARTILHE:
21 de Abril de 2015

Desvendando Brown : “Papa Papet”… Hein?

Oi, pessoas !!!

Que eu sou louca pela Timbalada, quem me conhece sabe, né? Sou mesmo. Viciada. Pode mudar cantor, sinto um pouco no início, mas depois tô nem aí. Muitas vezes, não sei nem qual é a roupa que estão usando lá em cima do trio. Eu gosto é do som, das músicas, da energia, do batuque, do suingue, do axé! Já estou repetitiva. Inclusive, nas críticas. Acho que lançam poucas músicas novas e Brown não permite que a banda voe muito alto. Apenas no limite que ele pode acompanhar. Mas ok. É dele. Ele pode fazer o que quiser. Menos terminar. Porque a gente morre. Menos sair com o bloco. Porque ele fala demaisxxxxxxxx. E o que melhor ele sabe fazer é MUSICA! Gênio. Então faça e deixe o povo cantar! A Timba é simplesmente o timbal e as invenções do maluco do Brown. Todos os outros passam.

1506688_10151883812227382_1356786990_n

Outra coisa que me intriga são as letras das músicas. A sensação que tenho é que ele junta algumas palavras e sons e faz um negócio enlouquecedor! Muito bom, por sinal. Entende você? Porque eu prefiro só sentir e seguir amando Minha Timba Minha Porra.

Mas, atendendo a pedidos e algumas necessidades (minhas também), vou tentar desvendar algumas letras. Vumbora comigo?

Pra começar, a música que considero o melô da vingança, uma espécie de “Vou Festejar” de Beth Carvalho remasterizada. E eu amo! Com vocês, “Papá Papet”, by Carlinhos. Já começa pelo título, néammmmm? O que quer dizer, Brown, pelo amor de Deus ?!!! Papá Papet?! Hein? Essa canção faz parte do disco Cada Cabeça é Um Mundo, lançado em 1994, pela gravadora Polygram, que tem 14 faixas.

MINHA interpretação em vermelho.

Pa papet papet pa
Papet papet pa
Papet papet pa (o BIS é importante)
Papet papet pa

Ok, até aqui nada e não precisamos entender. Aquela minha teoria de juntar as palavras e fazer um som… Se alguém souber o significado, PLEASE, me diga !!! E sigamos!

Ela cantava pra mim
Eu não ouvia
Ela sorria pra mim
Eu não sabia
Sempre vinha pra mim
Mas eu não ia
Quando eu percebi
Outro alguém já existia

Esse parágrafo é um bálsamo, por entendê-lo e pelo entendimento. É quase o melô das cancerianas e escorpianas. Uma vingança. Um prato que se come frio.

Retrata (e bem) a realidade da menina que sempre esteve atrás do cara, ele nunca deu bola ou sempre fingiu não perceber… Aí, um dia, quando ele, finalmente tomou conhecimento da existência dela, PUM, já era. #PerdeuMané. “Se tu não quer, tem quem queira”. Quem é timbaleiro, que sai todos os anos na Timba, já cansou de ver as meninas se acabando de chorar atrás de uns bostas, eles nem aí. Iam pra o outro canto do bloco e deixavam elas lá, desaplaudidas. Isso sem falar nos que vão com as namoradas, bebem e largam elas sozinhas. Aí o sonho é… Até que…  UHUHUHU #TomaDescarado! Adoooooooro !!! Bom lembrar que serve tanto pra homem quanto pra mulher, viu?  kkk

Queria que queria
Era chegar na Timbalada
Pra ver chegar a menina Madalena (BIS)
Ao som da bacurinha
Sacudir a Madalena
Contangiando todos que ali estavam

Oi? Próximo parágrafo.

Pa papet papet pa… (Essa é a hora do biss e que eu já estou doida com meus amigos, pulando)

Simbora, né? Amo minha Timba !!!

CLIQUE e ouça a versão com a participação de Ivete !!!

       

Categoria(s):
COMPARTILHE:
21 de Abril de 2015

Resoluções 2015 (Tardias) : Numero é – Dieta e Exercícios !!!

Oi, meu povo !!!

Acordei hoje com uma vontade grande de organizar o baba da minha vida. Na verdade, as coisas até estão acontecendo, mas de maneira “deixa a vida me levar!” e, na prática, isso não é lá muito bom.

Antes de viajar para Hawaii fiz um Check-up pra ver como as coisas estavam. Tudo bem, exceto o colesterol ruim que estava um pouco acima. Segundo o médico, nada preocupante, mas uma boa dieta era mais do que oportuna. Assim, combinamos de eliminar todos os alimentos com gordura. Tipo… queijo só os brancos, nada que tivesse gordura saturada, sal… e comer muita, muita, muita salada. Além disso, teria que investir pesado no exercício físico.

Marquei a data !!!

Marquei a data !!!

Até aí OK. Fazia meu pilates regularmente e ia academia também. Os alimentos foram aos poucos sendo substituídos. Masxxxxxxxxxx… A questão foi a mudança. Os Estados Unidos tem uma coisa com comida que é surreal. Tudo está ao seu alcance e com facilidade. E em quantidade, o que é pior. Frutas? Uma facada !!! Aí você sucumbir a tentação de uma pizza no Cosco (Rede de supermercado de atacado, que tem uma lanchonete que vende alimentos péssimos pra saúde e muito barato… Tipo… Um pedaço de pizza, um cachorro quente e um sorvete a U$5), é muito fácil. Descobri, por exemplo, uma pizzaria perto de casa que vende um dos melhores brownies que comi na vida. Dá pra acreditar?  Pizzaria e brownie. Pois, pois. E é bem perto da academia. Imagine! Academia X Pizzaria? Não pode, não pode, não pode.

Mas decidi, gente. E se eu decidi, tá decidido. E já deu pra perceber que não faço isso só por estética. A idade está chegando e quanto mais eu puder me manter saudável, melhor.

Vamos ORGANIZAR esse SHAPE !!!

Vamos ORGANIZAR esse SHAPE !!!

Há muito tempo a gente sabe que dieta não é só para perder peso, né? Dieta é uma alimentação individual a partir do nosso organismo. Cada um tem a sua. Por isso, o melhor é consultar um médico, fazer alguns exames e investir numa boa alimentação. Dá pra comer bem sem sofrer. Esse será meu mantra. Não sou da turma que gosta de sofrer. Não serei radical, só vou substituir umas coisas e diminuir outras, justamente como o médico me mandou e eu me perdi pelo meio do caminho. E aí daqui a alguns poucos meses, repetirei os exames pra saber como estou.

O famoso brownie (DELICIOSO) e a proteína com salada (tirei toda a gordura e só comi a carne e a salada... MUITO BOM!)

O famoso brownie (DELICIOSO) e a proteína com a salada (tirei toda a gordura e só comi a carne e a salada… MUITO BOM!)

Bom, fácil não será, mas quem “diz que” que viver é fácil?

Essa é a minha primeira resolução do ano. Porque sem saúde não poderei fazer nenhuma outra. Nos próximos posts falarei da outras.

No vídeo abaixo eu explico melhor essa decisão e “e amostro” um pouquinho na academia. CLIQUE e sinta firmeza !!!

      

Um beijo e até mais.

Categoria(s):
COMPARTILHE:
19 de Abril de 2015

“A melhor vingança é a felicidade”

Um homem engana quatro mulheres ao mesmo tempo, quando elas descobrem, ao invés de brigarem entre si, terminam com o…

Posted by Um Abadá Pra Cada Dia on Sábado, 18 de abril de 2015

Categoria(s):
COMPARTILHE:
18 de Abril de 2015

Como manda o figurino de Cássio Caiazzo – parte II

Essa é a segunda e ultima parte do bate papo com Cássio Caiazzo. Na primeira parte (CLIQUE AQUI PRA CONFERIR), ele nos contou o início de sua trajetória e como “Como Manda o Figurino”, quadro do programa Fantástico, da Rede Globo, surgiu em sua vida. Agora, Cássio nos conta mais sobre essa experiência e quais são os seus planos para o futuro.

Ousadia, personalidade, determinação e alegria, com certeza, são características marcantes da personalidade artística dele. E isso, certeza, o mundo, em breve saberá. Competência para isso, ele tem mostrado que tem. Eu aposto que ele vai dar muito o que falar e lhe desejo BOA SORTE !!!

Cássio Caiazzo

Cássio Caiazzo

Bom, os seus figurinos no quadro, a meu ver, eram os mais ousados e com mais personalidade dentro do quadro. Conte-me um pouco sobre o seu estilo. E Quais são as suas inspirações?

Em se tratando de figurino, o meu primeiro estilo tem a ver com a pesquisa! Me interessa entender e pesquisar o perfil da personagem, o período cronológico histórico e a referência estética a ser seguida. A partir desse entendimento, alio o processo de criação ao de pesquisa de mercado e materiais, pois tenho que criar já sabendo se o que preciso tem ou não no mercado e, assim, vou encaixando o que posso fazer, com o que tenho pra fazer (rsrs).

E falar sobre inspiração, para mim, é importantíssimo, pois tem a ver com percepções. E é na rua que tenho essas percepções, com formas, combinações, colorações e possibilidades que tento entender, decifrar e armazenar, às vezes tento desenhá-las ou fotografá-las. A inspiração vem com o desafio de cada trabalho, onde me permito estar mais sensível a perceber movimentos que me acrescentem no processo criativo, seja ver um show, exposição, filme, livro, lazer, pôr do sol e natureza.

Qual saldo você tira dessa experiência e quais os novos projetos? Como você enxerga a moda hoje em dia? O que é IN e o que é OUT?

Essa experiência veio num momento certo e de precisão de um reconhecimento a uma dedicação para o meu fazer artístico e criativo. Viver de arte na cidade já é difícil, ainda mais tentar viver da arte, somente com o viés que mais me encantava que é o processo de criação de figurino.

Tive todas as oportunidades praticamente “cavadas a unha” e muitas conquistadas pela confiança do cliente em já me vê fazendo o meu trabalho. Gostaria muito que diretores artísticos da cidade pudessem ter atenção e dar oportunidades a novos profissionais das diversas áreas artísticas, e o meu projeto é esse: trabalhar!!!

Quero muito trabalhar na minha cidade, poder me sustentar e não só sobreviver. E talvez essa seja a minha maior ambição. Estou afim e quero muito trabalhar, estou aberto a propostas como também vou buscar oportunidades. Descobri que sou bom no que faço e que posso ser melhor. E só posso ser melhor com o exercício, com a prática, com os desafios, acertos e erros, caminhando…

Sobre a moda… Moda é Industria, moda é consumo, moda é desejo e satisfação, é o prazer, o gozo econômico! Por ser formado e especializado na área, convivendo e vivendo nela, percebo que as pessoas confundem ou não sabem sobre a diferença entre o que é estilo e tendências de moda e como esse contexto está ligado ao desenvolvimentos tecnológicos e industriais. Hoje vivemos num mundo sem fronteiras comerciais, e isso faz com que naturalmente a gente valorize e consuma mais o que é de fora, do que o que é feito aqui.

IN pra mim, é tudo aquilo que proporcione conforto, identidade e consciência e OUT é usar etiquetas pelas marcas, para ser igual a todo mundo, porque todo mundo tem. O que todo mundo tem é corpo e mente e saúde tem que ser a etiqueta cultivada.

Para quem você prefere trabalhar? Quem e/ou que você gosta de vestir? Teatro, cinema, televisão ou moda?

Eu prefiro trabalhar sempre com algo que possa aprender ou possa arriscar algo novo, o desafio é o que me estimula. Descobri que sou polivalente e gosto de trabalhar em todas as áreas, porém na minha área de formação profissional, que é a moda, é muito ampla as possibilidades de atuação, mas aqui o mercado é muito pequeno. O mercado editorial é quase inexistente e é o que mais me fascina na moda. E depois, a criação de vestes masculinas.  Não posso deixar de comentar sobre reconhecimento financeiro. Hoje também busco ser reconhecido e valorizado também nesse aspecto. E nesse sentido, busco caminhos onde eu possa ter tudo isso, mas também o retorno financeiro rápido.

Você é figurinista, estilista… Ainda é ator? Qual é a sua cachaça? Tem alguma outra coisa que deseja fazer, mas que ainda está no campo dos sonhos?

Sou estilista, figurinista e produtor cultural, profissão que iniciei minha carreira artística há mais de 15 anos.

O palco, eu considero que foi um laboratório para eu entender para quem eu iria desenvolver a minha arte. Pesquisa e criação são a minha cachaça.

Estudar fora é um desejo e a dança uma paixão que namoro de longe com vontade de casar rsrsrs

Você acha que na Bahia existe a possibilidade de viver da sua arte? Nos últimos anos tivemos vários profissionais baianos partindo para o eixo Rio-São Paulo e, agora, vemos muitos deles de volta à Salvador. O que a Bahia tem e não tem para determinar essas idas e vindas?

Nesse sentido, reconheço que mais que viver da minha arte, tenho sobrevivido. Possibilidade de ter uma possível boa vida de trabalho frequente e bom retorno financeiro aqui na cidade. No Estado existe. Porém, o difícil é passar pelo funil do mercado e da política da panelinha. Só com muita persistência e dedicação.

Sobre esse fluxo de idas e voltas de artistas locais para o eixo RJ-SP, nos casos de atores e alguns bailarinos, que é o que estou mais perto, eu tenho percebido que tem sido para desbravar o mercado, e busca de maiores oportunidades de trabalho. A indústria de musicais e cinematográfica estão em alta nesse eixo, além do mercado nacional todo estar mais de olho nesse eixo, podendo ser vitrine de projeção até para outros lugares e mercados. E o retorno tem muito a ver com as dificuldades encontradas e, muitas vezes, por ser aqui, um dos maiores pátios de formação de artistas de bases.

Você trabalhou muitos anos em Arte-Educação… Qual é o papel dela em sua vida? Ainda trabalha nessa área?

Desde meus 12 anos sou envolvido em projetos sociais. Com 14 conheci o CRIA, que como ator fiquei até os 18 anos, e dos 18 aos 28 fui produtor executivo e educador. Todo esse caminho de convivência com a arte, me fez ser quem eu sou, me proporcionou vivências, experiências e conexões milhares. Hoje tenho vontade de aliar a minha experiência num processo participativo formativo. Tenho e estou tentando conhecer, a fim até de desenvolver um trabalho junto à Fábrica Cultural, Organização idealizada pela artista Margareth Menezes, que é localizada na área da cidade em que sou nascido e criado, a  península itapagipana!

Como você define o atual momento político brasileiro?

Estamos em estado de pressão alta! Infarte fulminante anunciado!!

O que nós, artistas, podemos fazer para que a cultura seja vista como uma de nossas prioridades?

Os artistas são os indivíduos mais livres na sociedade e, por serem livres, tem e buscam mais conhecimentos e, com eles, propagam e formam opiniões. A informação e a liberdade intelectual é a ferramenta para qualquer transformação. A arte, com conteúdo reflexivo, já ajuda, e a arte pela arte é fundamental.

Com quem você gostaria de trabalhar e ainda não trabalhou? Quem são os seus mestres?

Na cidade, com música e artistas de carnaval, gostaria de pegar a imagem de um cantor ou de uma cantora e desenvolver um produto pro carnaval. Já fora, eu desejo trabalhar na equipe de uma produção de novela de época, minissérie ou filme. Desde à pesquisa até a confecção e caracterização do figurino e da cenografia também.

Quem é Cassio Caiazzo por Cassio Caiazzo?

Sede de conhecimento, vontade de arriscar, determinação, curiosidade, inquietude e amor.

Dilma é…

A bola da vez

A Bahia é…

Linda!!!! Mas é atrasada demais!!! Vivemos no paraíso natural, onde o mais amplo significado da palavra desenvolvimento é ameaçada por um comportamento e pensamento retrogrado!!

O Brasil é…

Um paraíso natural, tradicional e cosmopolita, mas sem desenvolvimento social, educacional e ético.

Nas horas vagas gosto de…

Andar de skate, patins, brisar na praia e dançar

O traço marcante de sua personalidade é…

Persistência e teimosia

Você joga um ovo em…

Feliciano e corja político-protestante

Guarda mágoa de…

Não guardo mágoa, tento fazer o exercício de cultivar e emanar o bem, mas isso não me faz ser idiota.

Sua frase preferida é…

Só o Amor constrói! E não acomode o que te incomoda!

Não suporta…

Inveja e falsidade!

Adora…

Cores, aromas e sabores

Se não fosse figurinista/estilista, seria…

Alguma profissão acadêmica ou esportiva, ligada a esporte, natureza e adrenalina

No trabalho detesta…

Corpo Mole

Gosta de chegar em casa e…

Ter a segurança de um lar e comer frutas

Adora falar sobre…

Homem (gente) rsrs

Não abre mão de…

Ver o mundo torto rsrs

Sua mania é…

Controle e organização, mesmo que não tenha lógica pra terceiros

Arte é…

Combustível e delirante

Não fica sem…

Perfume e chocolate

É fanático por…

Sensações e liberdade

Como manda o seu figurino…

Uma possibilidade de trampolim/vitrine sobre o que eu faço, não sobre O MEU trabalho. Um jogo que tive a falta de sorte de não conseguir mostrar as minhas possibilidades de criações.

Mas que só pelo processo de identificação, que foi nacional, me tranquiliza em saber que tenho um potencial, e isso me dá mais coragem de caminhar até por terrenos nunca antes imagináveis, mas nem por isso, menos desejados. A única coisa que pode acontecer em sonhar alto é o sonho se realizar!

PicMonkey CollageComomandaFigurino

Figurinos idealizados por Cássio nos dois episódios que participou de “Como Manda o Figurino” vestidos por Grazi Massafera (estilizando figurino de O Clone) e Leandro Hassum (estilizando o figurino de Capitão Gay)

Recado dado, Cássio !!! Sua estrela é muito maior e vai brilhar, de certo !!! I believe it !!! 

Quem quiser conferir a primeira parte da entrevista CLIQUE AQUI!

Até mais !!!

Categoria(s):
COMPARTILHE:
...1020...3839404142...5060...