CADA UM TEM A PATRÍCIA QUE MERECE!

CADA UM TEM A PATRÍCIA QUE MERECE!

Você está na categoria:

Baƒaƒá (Crônicas|Resenhas I Promoções I Vídeos I Entrevistas)

25 de abril de 2017

GIRL BOSS no Netflix

Minha gente,

Tudo em riba?

Vamos falar sobre GIRL BOSS? Eu fiz uma resenha do livro no canal. Coloco aqui para quem quiser ver.

girlboss_cover

Eu amo esse livro! Foi, inclusive, o meu primeiro livro lido completamente em inglês. Na verdade, é uma mistura de autobiografia com auto ajuda, mas de forma despretenciosa e bem humorada. Saber que agora virou série na Netflix, me encheu de alegria.

Sophia-Amoruso-thumb

SOPHIA AMORUSO

GIRL BOSS, a série, é inspirada no livro homônimo de Sophia Amoruso, que é baseado em fatos reais da vida da autora.

Britt Roberts interpretará a própria Sophia, que também responde como produtora executiva da série. A história é sobre a jovem problemática, quando ela começou a vender roupas estilizadas no e-bay e transformou esse pequeno negócio na empresa NASTY GAL, um império avaliado em 1 milhão de libras.

São 13 episódios de 30 minutos e estreou no último dia 21 de Abril.

Aposto no sucesso. E você? Logo, logo, farei uma resenha.

Abaixo o trailler.

           

Girlboss

BRITT ROBERTS interpretando SOPHIA em Girlboss

Categoria(s):
COMPARTILHE:
20 de março de 2017

 

“Estou de volta pro meu aconchego, trazendo na mala bastante saudade”

 

Voltei, People !!!

Após 27 horas de viagens, cá estou em Hawaii, já com saudades dos meus! Que férias massa !!! Que carnaval de responsa. Tirando a menina nova da Timbalada, é claro. Mas tudo bem. Não vou falar sobre isso agora.

Fiz um vídeo básico sobre a minha passagem por Salvador. Quer ver? Só clicar e se jogar nesse bonde.

bahia2

Categoria(s):
COMPARTILHE:
20 de março de 2017

BBB – Ame-o ou deixo-o!

 

Os participantes de 2017

Os participantes de 2017

A gente teve que escolher um representante de cada dupla de gêmeos.

O público teve que escolher um representante de cada dupla de gêmeos.

Eu vejo. Me envolvo. Me julgue.

Para começar, gostaria de dizer que nunca vi um BBB tão breado, tão ruim. Assisto desde o primeiro e nunca vi nada tão insosso, tão sem brilho, tão sem assunto, sem emoção. Claro que isso reflete na audiência e nos patrocinadores. A essa altura, em outras épocas, boa parte dos participantes já teria ganhado vários prêmios oferecidos por eles. Quando aparece alguma propaganda no meio da edição a gente até estranha. Parece que a gente desistiu. Todo mundo abandou o barco. E que barco furado é esse? Bizarro! Tive que olhar os créditos de novo para comprovar que era mesmo o todo-poderoso Boninho o diretor desta edição. E é. Mas todo mundo tem seu momento desaplaudido, né?

Cadê o frescor? As surpresas? O deixar nervosa? O torcer sem ter a certeza do resultado? Cadê os mocinhos e os vilões? E os roteiristas das provas? São 17 edições e as pessoas continuam a errar nas mesmas besteiras e cismar com coisas tolas. É um tal de “sou do bem”, “ele é do mal”, “não julgo”, “não jogo”, “fulano é jogador”. Acho tão cafona. Tão 2001. Nem Babam, o primeiro ganhador usou isso pra ganhar. Ele foi lá no jogo solitário, usou a boneca “Maria Eugênia” e levou a bolada.

Eu já criei desconfiança desde a primeira semana, quando vi o povo falando mal de Gabriela Flor, uma das participantes, se referindo a ela de forma racista, por ser mais retraída. Teve gente dizendo que ela era esnobe, arrogante… Mas a gente sabe, sim, qual é o babado. Usavam “brincadeiras” pra dizer que iriam alisar o cabelo BLACK dela, questionaram o fato dela falar inglês fluentemente… Como assim, preta fala inglês, né? Infelizmente, a tiraram antes da gente conhecê-la mais. O eterno e cansativo racismo de merda. Eu fiz um vídeo sobre isso. 

       

Dessa nova temporada, eu só salvo o novo apresentador, Tiago Leifert, que deu um gás à apresentação, já que Bial, que esteve à frente da atração em todas as edições anteriores, andava meio cansado. Parece que não era só ele, né? Boninho também anda sofrendo desse mal. Aí eu pergunto: Pra que continuar algo se não existe mais tesão? Ou acaba, ou passa o bastão. Desapegar é tão libertador. Tiago, por outro lado, trouxe frescor, interação com o público através do twitter (Tiago é rei), uma linguagem nova… Nos conquistou do jeito dele, sem forçar a barra.

C6NClm6XEAEwlQP

Tiago Leifert – novo apresentador

Em contrapartida, o elenco é sofrível. Pessoas mais preocupadas com quem lava a louça do que mostrar quem são de verdade. Ninguém ali é interessante. Ninguém ali merece ganhar HUM MILHÃO E MEIO. A escolha será pelo menos pior ou pelo qual os adolescentes do twitter escolherem. Tinha Elis, uma espécie de Nazaré Tedesco, personagem de Renata Sorrah em Senhora do Destino, novela da Rede Globo, que deu um tom cômico e gerou conflito na casa. Mas essa fizeram questão de tirar logo. Uma pena. Nunca vi vilã “morrer” no meio da “novela. Agora está quase uma missa do galo. Todo mundo corre da treta. E vamos combinar que no BBB a gente quer ver é treta? Eles juram que a gente gosta de vê-los dormindo ou jogando golpinho, um troço chato que eles inventam, que juram que a gente gosta. NÃO. GOLPINHO é um porre. Assim como eles. Medrosos demais. ZZZZZZ Cadê Ana Paula Renault pra botar fogo nesse marasmo? Esse medo de dizer que está jogando, dentro de um jogo me exaspera. Que mal há em jogar? O problema é jogar baixo, como muitos agora estão fazendo, fingindo que não.

Elis - A impagável "agente do caos"

Elis – A impagável “agente do caos”

Nesse quesito aponto Dr. Marcos, o cirurgião plástico-machista-gordofóbico, que jura que entrou lá pra fazer palestra. Um saco. No início, tinha até chances de ser o campeão. Eu, inclusive, admirava a postura dele. Se recusava a combinar votos, não tinha medo de paredão, era justo com as pessoas, não era de picuinha, via sempre o lado bom das pessoas… De repente, esse mocinho tornou-se o dr. monstro, o demagogo do BBB. Daqueles que fingem que são legais. Os lobos em pele de cordeiro, sabe? Aquele tipo que jura que é bonzinho, que os outros que não prestam, que tem o mundo contra ele, senhor da moral e dos bons costumes… ZZZZZZ.

Para coroar, ele decidiu que iria conquistar Emilly, a menina de 20 anos, que jura que é a “mocinha”, “a injustiçada”, “perseguida” da história. Usa a recém morte da mãe para angariar aliados lá dentro e aqui fora. Tenta esconder a arrogância atrás da alta auto estima. É egoísta e mitomana (pessoa que tem a mania de mentir e acredita em sua própria história). Mente que nem sente. Já falou tantas vezes que foi 5 vezes ao Paredão que até a gente daqui de fora acredita. Quando, na verdade, três vezes. As duas vezes que ela acrescenta foi uma para entrar no programa (entraria um gêmeo de cada dupla) e  a outra quando a produção marmoteira orquestrou uma “pegadinha”, onde os participantes escolheram quem sairia da casa direto, sem passar pelo paredão. Era tudo fake. Pra eles e pra gente também. Todo mundo sabia quele ela seria a mais votada, já que tinha ido para paredão um dia antes, pelos votos da casa. Quer enganar quem, Boninho?

A dupla protagonista da novela fracassada

A dupla protagonista da novela bizarra

Mas uma coisa conto a favor dela, ela tentou resistir as investidas do Dr. Monstro ferozmente e o quanto pôde. Mas ele conseguiu e, pouco depois, se empenhou em maltratá-la, desmerecê-la, exercitando vilmente o tal de machismo de merda. Era um tal de “mulher não pode beber”, “mulher não pode preparar drink”, “mulher tem que se vestir assim e assado” e quando ela lhe pediu um elogio, ele disse que ela beijava bem e transava legal. Se isso é OK pra você. pra mim é a treva.

zzzzzz

Para fechar o trio treva, tem Ilmar, um advogado, que tinha também tudo para ser um vencedor, com uma história de vida fantástica, decidiu subir num pedestal, onde dar como certo estar na final do reality , junto com os outros dois bizarros. Humildade ali pediu lembranças.

Os três patetas

O trio treva

O que eles tem a favor deles é a edição. Boninho decidiu criar a historinha que privilegia o trio-treva. O mesmo trio que põe em cheque a credibilidade do programa, dizendo abertamente que as provas foram feitas para eles ganharem e que é tudo manipulado. O mesmo trio que já escolheu entre eles quem deve ganhar. O mesmo trio que aponta quem é vilão e determina que vai sair. Tudo isso dito sem medo de consequência, em tom de zombaria e de profundo desrespeito. Eu tenho que concordar com eles. É visível a manipulação. Mas eles assinaram um contrato. É preciso ter cuidado com que fala. São milhões de pessoas assistindo e a Ética  ali também mandou lembranças.

A gente sabe que esses programas são geralmente manipulados e que tudo é feito em nome da audiência, mas eu nunca vi uma manipulação tão descarada. Colocam tudo o que os outros participantes fazem de não tão legal e protegem eles três. Na edição eles parecem como OS perseguidos e OS outros OS PERSEGUIDORES. Ninguém é santo, é bem verdade. Mas está longe de ter “mocinhos” nesse babado. Uma chacota com a inteligência de quem acompanha pelo PPV.

Encaro o BBB como entretimento. É a cara do verão, do carnaval… Mas acho que já deu o que tinha que dá. Não tem mais nada de novo, nada mais para a gente rir, torcer, se envolver… Ficou previsível. Sem sal e sem açúcar. É certo que o trio-treva vai ganhar mais essa. E o criador vai premiar a própria criatura que ri escancaradamente da cara dele, de quem faz e de quem consome o programa. Pela primeira vez, vejo Boninho perdido. Em tempos de crise, a criatividade também pede lembranças. Né nom?

BBB, ame-o ou deixe-o. Eu deixo-o.

#Rip ao BBB

Categoria(s):
COMPARTILHE:
6 de março de 2017

O PROFESSOR – Prova Final

Oooooooi, minha gente !!!

Quem me acompanha sabe que eu AMO livros eróticos, né? Então… Uma autora querida me enviou seu livro, antes de ser lançado e aqui está uma resenha do último livro, de uma das séries que mais amo! O PROFESSOR – PROVA FINAL, é super esperado. Quer já saber mais um pouco sobre ele? VENHA!

    

oProfessor4

Categoria(s):
COMPARTILHE:
29 de janeiro de 2017

E ESSE TAL DE ORGASMO?

Ooooooi, minha gente !!!

O que tem de mulheres que nunca sentiram orgasmo na vida é surpreendente. Muitas vezes, com medo de ser vista como defeituosa, frígida ou até mesmo por nem saber como isso é, muitas se calam.

Sem falar nessa sociedade, altamente, machista onde o prazer masculino é normal e o feminino é visto como pecado. Como se fosse só um pedaço de carne, sem sentimentos, a serviço dos “machos”.

O prazer foi feito para o homem e para mulher. E sentir é, sim, uma necessidade. Orgasmo é vida!

Vamos conversar sobre isso? Acabei de ler ESSE TAL DE ORGASMO, de Mara Altman e estou cheia de prosa. Vem ver !!!

 

           

esse tal de orgasmo

Categoria(s):
COMPARTILHE:
...34567...1020...